www.domusaurea.com.br
Reencontrando o Latim

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXLXXIII)

(Ps. 91, 13 – 14 – ib. 2)
Justus ut palma florébit: sicut cedrus Líbani multiplicábitur: plantátus in domo Dómini: in átriis domus Dei nostri. Ps. Bonum est confitéri Dómino: et psállere nónimi tuo, Altíssime.


O Justo florescerá como a palmeira, na plenitude da força como o cedro do Líbano plantado na casa do Senhor e nos átrios da casa de nosso Deus. Ps. É bom louvar ao Senhor, cantar salmos em honra de vosso Nome, ó Altíssimo.
(M.Q. pg. 744)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXLXXII)

(Ps. 44, 8 )
Dilexísti justítiam, et odísti iniquitátem. Proptérea unxit te Deus, Deus tuus, óleo laetítiae. Diffúsa est grátia in lábiis tuis: proptérea benedíxit te Deus in aetérnum.


Amastes a justiça e odiastes a iniqüidade. Por isso Deus, o vosso Deus, vos ungiu com óleo de alegria. A graça expande-se em vossos lábios: eis por que Deus vos abençoou para sempre.
(M.Q. pg. 739)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXLXXI)

(Prov. 9, 1)
Sapiéntia aedificávit sibi domum, excídit colúmnas septem. Fundaménta ejus in móntibus sanctis: díligit Dóminus portas Sion super ómnia tabernácula Jacob.


A sabedoria edificou para si uma casa, e levantou sete colunas. Seus alicerces estão sobre as montanhas santas. O Senhor prefere as portas de Sião a todas as tendas de Jacó.
(M.Q. pg. 732)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXLXX)

(Ps. 91, 13 et 14)
Justus ut palma florébit: sicut cedrus Líbani multiplicábitur in domo Dómini. Ad annuntiándum mane misericórdiam tuam, et veritátem tuam per noctem.


O justo floresce como a palmeira, na plenitude da força, como o cedro do Líbano na casa do Senhor. Para anunciar pela manhã a vossa misericórdia e a vossa fidelidade durante a noite.
(M.Q. pg. 725)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXLXIX)

Oratio:
Concéde nos fámulos tuos, quaesumus, Dómine Deus, perpétua, Dómine Deus, perpétua mentis et córporis sanitáte gaudére: et, gloriosa beátae Maríae semper Vírginis intercessióne, a praesénti liberáti tristítia, et aetérna pérfrui laetítia. Per D. N.

Oração:
Nós Vos pedimos, Senhor Deus, concedei a vossos servos perpétua saúde no corpo e na alma, e por intercessão gloriosa da bem-aventurada sempre Virgem Maria, fazei que sejamos livres da presente tristeza, e gozemos da eterna alegria, Por, N. S.
(M.Q. pg. 709)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXLXVIII)

(Ps. 43, 8 – 9)
Liberásti nos, Dómine, ex affligéntibus nos: et eos, qui nos odérunt, confudísti. In Deo laudábimur tota die, et in nomine tuo confitébimur in saecula.


Vós nos livrastes, Senhor, dos que nos afligiam e confundistes os que nos odiavam. Em Deus nos gloriamos todo o dia, e louvamos eternamente o vosso Nome.
(M.Q. pg. 667)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXLXVII)

(Ps. 43, 8 – 9)
Liberásti nos, Dómine, ex affligéntibus nos: et eos, qui nos odérunt, confudísti. In Deo laudábimur tota die, et in nomine tuo confitébimur in saecula.


Vós nos livrastes, Senhor, dos que nos afligiam e confundistes os que nos odiavam. Em Deus nos gloriamos todo o dia; e louvamos eternamente o vosso Nome.
(M.Q. pg. 662)


II


(Ps. 129, 1 – 2)
De profúndis clamávi ad te, Dómine: Dómine, exáudi oratiónem meam: de profúndis clamávi ad te, Dómine.


Das profundezas do abismo, eu clamo a Vós, Senhor! Senhor. Atendei à minha oração. Das profundezas do abismo, eu clamo a Vós, Senhor.
(M.Q. pg. 663)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXLXVI)

(Ps. 89, 1 – 2)
Dómine, refúgium factus es nobis, a generatióne et progénie. Priúsquam montes fíerent aut formaréntur terra et orbis: a saeculo et usque in saeculum tu es, Deus.


Senhor, fostes o nosso refúgio de geração em geração. Antes que as montanhas fossem criadas ou se formasse a terra e o mundo, desde toda a eternidade, e por todos os séculos, Vós sois, ó Deus.
(M.Q. pg. 655)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXLXV)

(Ps. 114, 15 – 16)
Oculi ómnium in te sperant, Dómine: et tu das illis escam in témpore opportúno. Aperis tu manum tuam: et imples omne animal benedictióne.


Os olhos de todos em Vós esperam, Senhor, e Vós lhes dais alimento a seu tempo. Abris a vossa mão e encheis de bênçãos todos os viventes.
(M.Q. pg. 652)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXLXIV)

(Ps. 137, 7)
Si ambulávero in médio tribulatiónis, vivificábis me, Dómine: et super iram inimicórum meórum exténdes mantum tuam, et salvum me dáciet déxtera tua.


Se eu andar no meio da tribulação, Vós me vivificareis, Senhor, contra a ira de meus inimigos. Estendereis a vossa mão, e vossa Destra me salvará.
(M.Q. pg. 650)

II

(Ps. 118, 4 – 5)
Tu mandásti mandáta tua custodíri nimis: útinam dirigántur viae meae, ad custodiéndas justificatiónes tuas.


Vós ordenastes que vossos mandamentos fossem fielmente guardados; fazei que todos os meus passos seencaminhem à observância de vossas justas ordens.
(M.Q. pg. 650)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXLXIII)

(Ps. 77, 1)
Salus pópuli ego sum, dicit Dóminus: de quacúmque tribulatióne clamáverint as me, exáudiam eos: et ero illórum Dóminus in pérpétuum. Ps. Atténdite, pópule meus, legem meam: inclináte aurem vestram in verba oris mei.


Eu sou a Salvação do povo, diz o Senhor; quando por mim em qualquer tribulação clamarem, eu os ouvirei. E serei perpetuamente o seu Senhor. Ps. Povo meu, escuta a minha lei, inclina os teus ouvidos às palavras de minha boca.
(M.Q. pg. 647 – 648)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXLXII)

(Ps. 140, 2)
Dirigátur orátio mea sicut incénsum in conspéctu tuo, Dómine. Elevátio mánuum meárum sacrifícium vespertínum.


Eleve-se, ó Senhor, a minha oração como incenso à vossa presença. Seja-vos agradável o elevar de minhas mãos como o sacrifício vespertino.
(M.Q. pg. 640)


II

(Ps. 116, 1 – 2)
Laudáte Dóminum, omnes gentes: et collaudáte eum, omnes pópuli. Quóniam confirmáta est super nos misericórdia ejus: et véritas Dómini manet in aetérnum.


Nações todas, louvai ao Senhor; povos todos, louvai-O. Porque sua misericórdia opera poderosamente e a fidelidade do Senhor permanece eternamente.
(M.Q. pg. 642)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXLXI)

(Ps. 89, 13 et 1)
Convértere, Dómine, aliquántulum, et deprecáre super servos tuos. Dómine, refúgium factus es nobis, a generatióne er progénie.


Voltai-Vos aos menos um pouco para nós, Senhor, e tende piedade de vossos servos. Senhor, tendes sido o nosso refúgio, de geração em geração.
(M.Q. pg. 639)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXLX)

(Ps. 102, 2 et 5)
Bénedic, ánima mea, Dómino, et noli oblivísci omnes retributiónes ejus: et renovábitur, sicut áquilae, juvéntus tua.


Bendize ó minha alma, ao Senhor, e não esqueças nenhum de seus benefícios; e tua juventude se renovará como a da águia.
(M.Q. pg. 635)


II


(Ps. 118, 22 et 24)
Aufer a me oppróbrium et contémptum, quia mandáta tua exquisívi, Dómine: nam et testimónia tua meditátio mea est.


Livrai-me, Senhor, do opróbrio e do desprezo, porque obedeci a vossos mandamentos; pois vossos preceitos são assunto de minha meditação.
(M.Q. pg. 635)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXLIX)

(Ps. 118, 47 et 48)
Meditábor in mandátis tuis, quae diléxi valde: et levábo manus meas ad mandáta tua, quae diléxi.


Medito os vossos mandamentos, que muito amo; e levanto as minhas mãos para cumprir vossos preceitos, que muito prezo.
(M.Q. pg. 632)


II


(Ps. 104, 3 – 4 – ib. 1)
Laetétur cor quaeréntium Dóminum: quaerire Dóminum, et confirmámini: quaeriti fáciem ejus semper. Ps. Confitémini Dómino et invocáte nomen ejus: anuntiáte inter gentes ópera ejus.

Alegre-se o coração dos que procuram o Senhor; procurai o Senhor e sereis fortalecidos. Procurai sempre a sua Face. Ps. Louvai ao Senhor e invocai o seu Nome; anunciai as suas obras e entre as nações.
(M.Q. pg. 633)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXLVIII)

(Ps. 112, 5 – 7)
Quis sicut Dóminus, Deus noster, qui in altis hábitat, et humília réspicit in caelo et in terra? Súscitans a terra ínopem et de stércore érigens páuperem.


Quem é como o Senhor, nosso Deus, que habita nas alturas e vê o que é humilde no céu e na terra? Ao fraco Ele levanta da terra a ao pobre Ele ergue do pó.
(M.Q. pg. 629)


II


(Ps. 32, 12 et 6)
Beáta gens, cujus est Dóminus Deus eórum: pópulus, quem elégit Dóminus in hereditátem sibi. Verbo Dómini caeli firmáti sunt: et spíritu oris ejus omnis virtus eórum.


Felis a nação cujo Senhor é Deus; e o povo que o Senhor escolheu para sua herança. Pela palavra do Senhor foram criados os céus e pelo sopro de sua boca todo o exército das estrelas.
(M.Q. pg. 631)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXLVII)

(Ps. 91, 2 – 3)
Bonum est confitéri Dómino: et psállere nómini tuo, altíssime. Ad annuntiándum mane misericórdiam tuam, et veritátem tuam per noctem.


É bom louvar o Senhor, e cantar honra de vosso Nome, ó Altíssimo! Para anunciar a vossa misericórdia desde a manhã. E a vossa fidelidade durante a noite.
(M.Q. pg. 619)


II


(Ps. 70, 16, 17 et 18)
Dómine, memorábor justítae tuae solíus: Deus, docuísti me a juventúte mea: es usque in senéctam et sénium, Deus, ne derelínquas me.


Senhor, eu me lembrarei somente de vossa justiça. Ó meu Deus, desde a minha mocidade me instruístes; não me abandoneis até a minha idade mais avançada.
(M.Q. pg. 624)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXLVI)

(Ps. 30, 15 – 16)
In te sperávi, Dómine, dixit: Tu es Deus meus, in mánibus tuis te,porá mea.


Em Vós, Senhor, espero e digo: Vós sois o meu Deus; em vossas mãos estão os meus dias.
(M.Q. pg. 613)


II


(Ps. 117, 8 – 9)
Bonum est confídere in Dómino, quam confídere in hómine. Bonum est speráre in Dómino, quam speráre in princípibus.


É melhor confiar no Senhor do que confiar no homem. É melhor esperar no Senhor do que esperar nos príncipes.
(M.Q. pg 616)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXLV)

(Ps. 73, 20, 19 et 22)
Réspice, Dómine, in testaméntum tuum: et animas páuperum tuórum ne obliviscáris in finem. Exsúrge, Dómine, et júdica causam tuam: mémor esto oppróbrii servórum tuórum.


Olhai propício, Senhor, para a vossa aliança e não Vos esqueçais para sempre das almas de vossos pobres. Levantai-Vos, Senhor, e julgai a vossa causa, lembrai-Vos do opróbrio de vossos servos.
(M.Q. pg. 612)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXLIV)

(Ps. 103, 13 et 14 – 15)
De fructu óperum tuórum, Dómine, sariábitur terra: ut educas panem de terra, et vinum laetíficet cor hóminis: ut exhílaret fáciem in óleo, et Panis cor hóminis confirmet.


Senhor, com o fruto de vossas obras saciais a terra; fazeis a terra produzir o pão e o vinho que alegra o coração do homem, pois o óleo torna jubilosa a sua face e o pão fortifica o seu coração.
(M.Q. pg. 611)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXLIII)

(Ps. 29, 2 – 3)
Exaltábo te, Dómine, quóniam suscepísti me, nec delectásti inimícos meos super me: Dómine, clamávi ad te, et sanásti me.


Eu Vos exaltarei, Senhor, porque me atendestes e não deixastes que os meus inimigos se rissem de mim. Senhor, por Vós clamei, e me curastes.
(M.Q. pg. 606)


II


(Prov. 3, 9 – 10)
Honóra Dóminum de tua substántia, et de primítiis frugum tuárum: et implebúntur hórrea tua saturitáte, et vino torculária redundábunt.


Honra ao Senhor, oferecendo-Lhe os teus bens e as primícias de teus frutos: os teus celeiros se encherão de trigo, e de vinho transbordarão os teus lagares.
(M.Q. pg. 607)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXLII)

(Ps. 67, 6 – 7 et 36 – ib. 2)
Deus in loco sancto suo: unánimes in domo: ipse dabit virtútem et fortitúdinem plebi suae. Ps. Exsúrgat Deus, et dissipéntur inimíci ejus: et fúgiant, qui odérunt eum, a fácie ejus. Glória Patri.


Deus está em seu santuário; Deus que reúne em sua casa os que são unânimes, Ele mesmo dá a seu povo, força e coragem. Ps. Levanta-se Deus, e os seus inimigos, e os que O odeiam fujam de sua presença. Glória ao Padre.
(M.Q. pg. 604)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXLI)

(Ps. 16, 8 et 2)
Custódi me, Dómine, ut pupíllam óculi: sub umbra alárum tuárum protege me. De vultu tuo judícium meum pródeat: óculi tui vídeant aequitátem.


Guardai-me, Senhor, como à pupila dos olhos, protegei-me à sombra de vossas asas. Venha de vossa face o meu julgamento; vejam os vossos olhos o que é justo.
(M.Q. pg. 602)

II


(Ps. 24, 1 – 3)
Ad te Dómine, levávi ánimam meam: Deus meus, in te confído, non erusbéscam: neque irrídeant me inimíci mei: étenim univérsi, qui te exspéctant, non confundéntur.


A Vós, Senhor, elevo a minha alma; meu Deus em Vós confio, não serei envergonhado. Não se riam de mim os meus adversários, porque todos os que em Vós esperam, não serão confundidos.
(M.Q. pg. 603)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXL)

(Ps. 8, 2)
Dómine, Dóminus noster, quam admirábile est nomen tuum in universa terra! Quóniam eleváta est magnificéntia tua super caelos. Allelúia, allelúia. Eripe me de inimícis méis, Deus meus: et ab insurgéntibus in me líbera me. Allelúia.


O Senhor, Senhor nosso, como é admirável vosso Nome em toda a terra! Porque a vossa magnificência se elevou acima dos céus. Aleluia, aleluia. Salvai-me de meus inimigos, ó Deus meu; livrai-me dos que se levantam contra mim. Aleluia.
(M.Q. pg. 599)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXXXVIV)

(Ps. 17, 28 et 32)
Pópulum húmilem salvum fácies, Dómine, et óculos superbórum humiliábis: quóniam quis Deus praeter te, Dómine?


Senhor, Vós salvais o povo humilde, e humilhais os olhos dos soberbos. Porque, quem é Deis, senão Vós, Senhor?
(M.Q. pg. 597)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXXXVIII)

Oratio:
Tua nos, Dómine, medicinális operátio, et a nostris perversitátibus cleménter expédiat, et ad ea, quae sunt recta, perdúcat. Per D. N.

Oração:
Fazei, Senhor, que os efeitos salutares de vossa clemência nos afastem de nossas perversidades e nos encaminhem para o que é justo. Por N. S.
(M.Q. pg. 594)

II
Oratio:
Deus, cujus providéntia in sui dispositióne non fállitur: te súpplices exorámus; ut nóxia cuncta submóveas, et ómnia nobis profutúra concedas. Per. D. N.


O Deus, cuja Providência não falha em suas disposições, humildemente Vos suplicamos afasteis de nós tudo quanto nos prejudique, e nos concedais quanto nos possa ser proveitoso para a nossa vida. Por N. S.
(M.Q. pg. 592)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXXXVII)

(Ps. 15, 7 et 8)
Benedícam Dóminum, qui tríbuit mihi intelléctum: providébam Deum in conspéctu meo sempre: quóniam a destris est mihi, ne commóvear.


Bendirei o Senhor, que me deu a inteligência. Tenho a Deus continuamente diante de minhas vistas; pois está à minha destra, para que eu não vacile.
(M.Q. pg. 587)


II


(Ps. 26, 6)
Circuíbo et immolábo in tabernáculo ejus hóstiam jubilatiónis: cantábo et psalmum dicam Dómino.


Ando ao redor de seu altar e imolo em seu tabernáculo uma hóstia de louvor; canto e digo salmos ao Senhor.
(M.Q. pg. 591)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXXXVI)

(Ps. 12, 4 – 5)
Illúmina óculos meos, ne umquam obdórmiam in morte: ne quando dicat inimícus meus: Praeválui advérsus eum.


Iluminai os meus olhos, para que eu não adormeça na morte; para que o meu inimigo não diga: Prevaleci contra ele.
(M.Q. pg. 584)


II


(Ps. 17, 3)
Dóminus firmaméntur meum, et refúgium meum, et liberátor meus: Deus meus, adjútor meus.


O Senhor é a minha força, o meu refúgio e o meu libertador. Meu Deus, Vós sois meu auxílio.
(M.Q. pg. 584)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXXXV)

Oratio:
Protéctor in te sperántium, Deus, sine guo nihil est válidum, nihil sanctum: multíplica super nos misericórdiam tuam; ut, te rectóre, te duce, sic transeámus per bona temporália, ut non amittámus aetérna. Per D. N.


Oração:
O Deus, que sois protetor dos que em Vós esperam, e sem O qual nada é firma e nada é santo, multiplicai sobre nós a vossa misericórdia, para que por Vós governados e guiados, passemos de tal sorte pelos bens terrenos que não percamos os eternos. Por N. S.
(M.Q. pg. 576)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXXXIV)

Oratio:
Deus, qui tribus pueris mitigásti flammas ígnium: concede propítius; ut nos fámulos tuos non exúrat flamma vitiórum. Per D. N.


Oração:
O Deus, que aos três jovens Hebreus suavisastes o calor das chamas da fornalha, concedei propício que a nós, vossos servos, não abrase a chama dos vícios. Por N. S.
(M.Q. pg. 554)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXXXIII)

Oratio:
Adsit nobis, quaesumus, Dómine, virtus Spíritus Sancti: quae et corda nostra cleménter expúrget, et ab ómnibus tueátur advérsis. Per Dóminum... in unitáte ejúsdem Spíritus Sancti.


Oração:
Nós Vos suplicamos, Senhor, que nos assista a força do Espírito Santo e, por vossa clemência, purifique os nossos corações e nos defenda de todas as adversidades. Por N. S. ... em união com o mesmo Espírito Santo.
(M.Q. pg. 539)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXXXII)

(Ps. 101, 10, 13 et 14)
Potum meum cum fletu temperábam: quia elévans allisísti me: et ego sicut foenum áuri: tu autem, Dómine, in aetérnum pérmanes: tu exsúrgens miseréberis Sion, quia venit tempus miseréndi ejus.


Eu misturo a minha bebida com lágrimas, porque, elevando-me, me despedaçastes e eu sequei como feno. Vós, porém, Senhor, permaneceis para sempre. Levantando-Vos, compadecer-Vos-eis de Sião, porque chegou a hora de Vos compadecerdes de sua desgraça.
(.M.Q. pg. 390)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXXXI)

(Ps. 101, 2 – 5 et 14)
Dómine, exáudi oratiónem meam, et clamor meus ad te véniat. Ne avértas fáciem tuam a me: in quacúmque die tríbulor, inclína ad me aurem tuam. In quacúmque die invocávero te, velóciter exáudi me. Quia defecérunt sicut fumus dies mei: et ossa mea sicut in frixório confríxa sunt. Percússus sum sicut foenum, et áruit cor meum: quia oblítus sum manducáre panem meum. Tu exsúrgens, Dómine, miseréberis Sion: quia venit tempus miseréndi ejus.


Senhor, ouvi minha oração e chegue até vós o meu clamor. Não desvieis de mim o vosso rosto. Em qualquer dia de tribulação para mim, inclinai a mim o vosso ouvido. Em qualquer dia em que Vos invocar, atendei-me prontamente. Porque os meus dias evolaram-se como a fumaça, e os meus ossos secaram como em fornalha. Batido fui como o feno e o meu coração entibiou-se, porque me esqueci de comer o meu pão. Levantando-Vos, Senhor, tereis piedade de Sião, porque a hora é chegada de Vos compadecerdes de sua desgraça.
(M.Q. pg. 379)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXXX)

(Ps. 21, 20 et 22 – ib. 2)
Dómine, NE longe fácias auxílium tuum a me, ad defensiónem meam áspice: libera me de ore leónis, et a córnibus unicórnium humilitátem meam. Ps. Deus, Deus meus, réspice in me: quare me dereliquísti? longe a salúte mea verba delictórum meórum – Dómine, ne longe.


Senhor, não afasteis de mim o vosso auxílio; atendei à minha defesa; livrai-me da boca do leão, e do chifre do unicórnio salvai a minha humildade. Ps. O Deus, Deus meu, olhai para mim. Por que me desamparastes: O clamor de meus delitos afasta de mim a salvação. – Senhor, não afasteis.
(M.Q. pg. 344)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXXIX)

(Ps.34, 20 et 22)
Pacífice loquebántur mihi inimíci mei: et in ira molésti erant mihi. Vidísti, Dómine, ne síleas: ne discédas a me.


Meus inimigos me dirigem palavras de paz; cheios de ódio, porém, me oprimem. Vós, Senhor, bem o vedes, não fiqueis em silencio, nem Vos afasteis de mim.
(M.Q. pg. 324)


II


(Ps. 118, 12 – 121 et 42)
Benedíctus és, Dómine, doce me justificatiónes tuas: et non tradas calumniántibus me supérbis: et respondébo exprobrántibus mihi verbum.


Bendito sois, Senhor, ensinais-me as vossas leis; não me entregueis aos soberbos que me caluniam; assim poderei responder aos que me insultam.
(M.Q. pg. 325)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXXVIII)

(Ps. 29, 2 – 4)
Exaltábo te, Dómine, quóniam suscepísti me: nec delectásti inimícos meos super me. Dómine, Deus meus, clamávi ad te, et sanásti me: Dómine, abstraxísti ab ínferis ánimam meam, salvásti me a descendéntibus in lacum.


Eu Vos exaltei, Senhor, porque Vós me acolhestes, e não deixastes que os meus inimigos triunfassem sobre mim. Senhor, Deus meu, eu clamei por Vós e me curastes. Senhor, retirastes da região dos mortos a minha alma; salvastes-me dentre os que descem à sepultura.
(M.Q. pg 316)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXXVII)

(Ps. 6, 5)
Dómine, convértere, et éripe animam meam: salvum me fac propter misericórdiam tuam.

Senhor, voltai-vos para mim, e livrai a minha alma: salvai-me, por vossa misericórdia.
(M.Q. pg 309)


II


(Ps. 42, 1 et 3)
Discérne causam meam, Dómine: ad hómine iníquo et dolóso éripe me. Emítte lucem tuam et veritátem tuam: ipsa me deduxérunt et adduxérunt in montem sanctum tuum.


Senhor, defendei a minha causa; livrai-me do homem injusto e falso. Derramai sobre mim a vossa luz e vossa verdade, para que elas me guiem e me conduzam ao vosso monte santo.
(M.Q. pg. 312

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXXVI)

(Ps. 55, 2 – IB. 3)
Miserére mihi, Dómine, quóniam conculcávit me homo: tota die bellans tribulávit me. Ps. Conculcavérunt me inmíci mei tota die: quóniam multi bellántes advérsum me. – Miserére mihi.


Tende piedade de mim, Senhor, pois o adversário me calca aos pés e procura oprimir-me todo o dia. Ps. Meus inimigos calcaram-me aos pés, o dia todo; porque são muitos os que combatem contra mim. – Tende piedade.
(M.Q. pg 308)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXXV)

(Ps. 118, 17 et 107)
Confitébor tibi, Dómine, in toto corde meo: retríbue servo tuo: vivam, et custodiam sermónes tuos: vivífica me secúndum verbum tuum, Dómine.

Senhor, eu Vos louvo com todo o meu coração; beneficiai o vosso servo para que viva e observe os vosso preceitos. Dai-me vida nova, Senhor, segundo a vossa promessa.
(M.Q. pg 307

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXXIII)

(Ps. 17, 3)
Factus est Dóminus firmaméntum meum, et refúgium meum, et liberátor meus: et sperábo in eum.


O Senhor se tornou a minha força, o meu refúgio, e o meu libertador; e n’Ele confio.
(M.Q. pg. 302)


II


(Ps. 22, 1-2)
Dóminus regit me, et nihil mihi déerit: in loco páscuae ibi me collocávit: super aquam refectiónis educávit me.

O Senhor me governa, e nada me há de faltar. Em prado verdejante Ele me apresenta e me conduz às águas refrigerantes.
(M.Q. pg. 303)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXXII)

(Ps. 9, 14 et 1 – 2)
Tibi, Dómine, derelíctus est pauper: pupillo tu eris adjútor. Ut quid, Dómine, recessísti longe, déspicis in opportunitátibus, in tribulatióne? Dum superbi ímpius incénditur pauper.


Em vossas mãos, Senhor, está a sorte do pobre. Vós sois o protetor do órfão. Por que estais tão longe, Senhor, e nos desprezais no tempo da necessidade e da tribulação? Enquanto cresce a soberba do ímpio, o pobre definha em sua dor.
(M.Q. pg. 301)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXXI)

(Ps. 117, 8 et 9)
Bonum est confídere in Dómino, quam confídere in hómine. Bonum est speráre in Dómino, quam speráre in princípibus.

É melhor confiar no Senhor do que confiar no homem. É melhor esperar no Senhor do que esperar nos príncipes.
(M.Q. pg. 295)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXX)

(Ps. 70, 16 – 17, 18)
Dómine, memorábor justítiae tuae solíus: Deus, docuísti me a juventúte mea: et usque in senéctam et sénium, Deus, ne derelínquas me.

Senhor, eu me lembro somente de vossa fidelidade. O meu Deus, desde a minha mocidade me instruístes; não me abandoneis até a minha idade mais avançada.
(M.Q. pg. 293)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXIX)

(Ps. 73, 20, 19 et 22)
Réspice, Dómine, in testamentum tuum: et animas páuperum tuórum NE obliviscáris in finem. Esxúrge, Dómine, júdica causam tuam: mémor esto oppróbrii servórum tuórum.

Olhai propício, Senhor, para a vossa aliança, e não Vos esqueçais para sempre dos vossos pobres. Levantai-Vos, Senhor, e julgai a vossa causa; lembrai-Vos do opróbrio de vossos servos.
(M.Q. pg. 293)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXVIII)

(Ps. 39, 2, 3 et 4)
Exspéctans exspectávi Dóminum, et respéxit me: et exaudívit deprecatiónem meam: et immísit in os meum cánticum novum, hymnum Deo nostro.


Espero no Senhor sem cessar, e Ele me atende. Ouviu a minha súplica e pôs em minha boca um cântico novo, um hino ao nosso Deus.
(M.Q. pg. 283)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXVII)

(Ps. 43, 26 et 2)
Exsúrge, Dómine, fer opem nobis: et líbera nos propter nomen tuum. Deus, áuribus nostris audívimus: et patres nostri annuntiavérunt nobis opus, quod operátus es in diébus eórum et in diébus antíquis.


Lavantai-Vos, Senhor, auxiliai-nos e livrai-nos por causa de vosso Nome. Nós ouvimos, ó Deus, com os nossos ouvidos e nossos pais nos anunciaram a obra que fizestes em seus dias e em tempos passados.
(M.Q. pg 281)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXVI)

(Ps. 99, 1 -2)
Jubiláte Deo, omnis terra, servíte Dómino in laetítia: intráte in conspéctu ejus in exsultatióne: quia Dóminus ipse est Deus.


Aclamai a Deus, toda a terra: servi ao Senhor com alegria; vinde à sua presença com alegre canto; porque Ele, o Senhor, é Deus.
(M.Q. pg. 279)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXV)

(Ps. 30, 3)
Esto mihi in Deum protectórem et in locum refúgii, ut salvum me fácias. Deus, in te sperávi: Dómine, non confúndar in aetérnum.

Sede para mim um Deus protetor e um lugar de refúgio para me salvar. O Deus, em Vós espero; Senhor, não serei confundido para sempre.
(M.Q. pg. 277)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXIV)

(Ps. 121, 1 et 7)
Laetátus sum in his, quae dicta sunt mihi: in domum Dómini íbimus. Fiat pax in virtúte tua: et abundántia in túrribus tuis.

Alegrei-me com o que me foi dito: iremos à casa do Senhor. Reine a paz em tuas muralhas e a prosperidade em tuas fortalezas.
(M.Q. pg 273)


II


(Ps. 124, 1 – 2)
Qui confídunt in Dómino, sicut mons Sion: non commovébitur in aetérnum, qui hábitat in Jerúsalem. Montes in circúitu ejus: et Dóminus in circúitu pópuli sui, ex hoc nunc et usque in saeculum.


Os que confiam no Senhor estão firmes como o monte de Sião; jamais será abalado o que habita em Jerusalém. Como há montes em redor de Jerusalém, assim está o Senhor, em redor do seu povo, agora e para sempre.
(M.Q. pg. 273)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXIII)

(Ps. 22, 4)
Si ámbulem in médio umbrae mortis, non timébo mala: quóniam tu mecum es, Dómine. Virga tua et báculus tuus, ipsa me consoláta sunt.

Ainda que eu tenha de caminhar entre as sombras da morte, não temerei mal algum; pois Vós, Senhor, estais comigo. Vossa vara e vosso báculo me consolam.
(M.Q. pg 269)

II


(Ps. 118, 133)
Gressus meos dirige secúndum elóquium tuum: ut non dominétur mei omnis injustítia Dómine.

Dirige os meus passos segundo a vossa palavra, para que maldade nenhuma domine sobre mim, ó Senhor.
(M.Q. pg 270)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXII)

(Ps. 27, 7 et 1)
In Deo sperávit cor meum, et adjúntus sum: et reflóruit caro mea, et ex voluntáte mea confitébor ílli. Ad te, Dómine, clamávi: Deus meus, ne síleas, ne discédas a me.

Em Deus confiou o meu coração, e fui socorrido; e a minha carne refloresceu. Eis porque eu O louvarei com toda a minha alma. A Vós, Senhor, eu clamo: não Vos mostreis surdo à minha voz, Deus meu, nem Vos afasteis de mim.
(M.Q. pg. 260)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLXI)

(Ps. 144, 15-16)
Oculi ómnium in te sperant, Dómine: et tu das illis escam in témpore opportúno. A peris tu manum tuam: et imples omne ánimal benedictióne.

Os olhos de todos em Vós esperam, Senhor, e Vós lhes dais o alimento, em tempo oportuno. Abris a vossa mão, e encheis de bênçãos todos os viventes.
(M.Q. pg 256)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLX)

(Ps. 77, 1)
Salus pópuli ego sum, dicit Dóminus: de quacúmque tribulatióne clamáverint ad me, exáudiam eos: et ero illórum Dóminus in perpétuum. Ps. Atténdite, pópule meus, legem meam: inclináte aurem vestram in verba oris mei.

Eu sou a salvação do,povo, diz o Senhor; quando por mim qualquer tribulação clamarem, eu os ouvirei; e serei perpetuamente o seu Senhor. Ps. Povo meu, escuta a minha lei; inclina os teus ouvidos às palavras de minha boca.
(M.Q. pg 255)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLIX)

(Ps. 6, 3 – 4)
Miserére mei, Dómine, quóniam infírmus sum: sana me, Dómine. Consturbáta sunt ómnia ossa mea: et ánima mea turbáta est valde.


Rende piedade de mim, Senhor, pois estou doente; curai-me, Senhor. Todos os meus ossos estão abalados; e a minha alma está muito perturbada.
(M.Q. pg 252)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLVIII)

(Ps. 14, 1-2)
Dómine, quis habitábit in tabernáculo tuo? aut quis requiéscet in monte sancto tuo? Qui ingréditur sine mácula, et operátur justítiam.


Senhor, quem habitará em vosso tabernáculo? Ou quem descansará em vossa montanha santa? O que vive na inocência e pratica a justiça.
(M.Q. pg 250)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLVII)

(Ps. 18, 13 – 14)
Ab occúltis méis munda me, Dómine: et ab aliénis parce servo tuo. Si mei non fúerint domináti, tunc immaculátus erro: et emundábor a delícto máximo.


Purificai-me, Senhor, de minhas faltas ocultas e preservai o vosso servo, das alheias. Se eles não chegarem a me dominar, serei sem mancha e limpo ficarei de grandes delitos.
(M.Q. pg. 248)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLVI)

(Ps. 16, 6 et 8 – Ib. 1)
Ego clamávi, quóniam exaudísti me, Deus: inclína aurem tuam, et exáudi verba mea: custódi me, Dómine, ut pupíllam óculi: sub umbra alárum tuárum prótege me. Ps. Exáudi, Dómine, justítiam meam: inténde deprecatiónem meam.


Eu clamo a Vós, ó Deus, porque Vós me ouvis; inclinai para mim os vossos ouvidos , e ouvi a minha oração. Guardai-me, Senhor, como à pupila dos olhos; à sombra de vossas asas, protegei-me. Ps. Ouvi, Senhor, a justiça de minha causa e atendei à minha súplica.
(M.Q. pg. 247)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLV)

(Ps. 55, 9 et 2)
Deus, vitam meam annuntiávi tibi: posuísti lácrimas meas in conspéctu tuo. Miserére mei, Dómine, quóniam conculcávit me homo: tota die bellans tribulávit me.


O Deus, eu Vos exponho a minha vida; as minhas lágrimas chegam á vossa presença. Tende piedade de mim, Senhor, porque o inimigo me pisa e todo dia me oprime.
(M.Q. pg. 245)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLIV)

(Ps. 9, 20 et 4)
Exsúrge, Dómine, non praeváleat homo: judicéntur gentes in conspéctu tuo. In converténdo inimícum meum retrórsum, infirmabúntur, et períbunt a fácie tua.


Levantai-Vos, Senhor, não prevaleça o homem; sejam as nações julgadas na vossa presença. Vós fizestes recuar meus inimigos, que se enfraqueceram e pereceram diante de vossa face.
(M.Q. pg. 240)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLIII)

(Ps. 91, 2 – 3)
Bonum est confitéri Dómino: et psállere nómini tuo, Altíssime. Ad annuntiándum mane misericórdiam tuam, et veritátem tuam per noctem.

É bom louvar o Senhor, e cantar em honra de vosso Nome, ó Altíssimo! Para anunciar vossa misericórdia desde a manhã, e a vossa fidelidade durante a noite.
(M.Q. pg. 235)


II


(Ps. 12, 4 – 5)
Illúmina óculos meos, ne umquam obdórmiam in morte: ne quando dicat inimícus meus: Praeválui advérsus eum.


Iluminai meus olhos, para que eu não adormeça na morte; para que meu inimigo não diga: Prevaleci contra ele.
(M.Q. pg 237)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLII)

(Ps. 119, 1 – 2)
Ad Dóminum, cum tribulárer, clamávi, et exaudívit me. Dómine, líbera ánimam meam a lábiis iníquis et a lingua dolósa.

Quando me achava na tribulação, clamei ao Senhor, e Ele me ouviu. Senhor, livrai a minha alma dos lábios iníquos e da língua traiçoeira.
(M.Q. pg. 229)


II


Oratio.
Da, quaesumus, Dómine, pópulo tuo salútem mentis et córporis: ut, bonis opéribus inhaeréndo, tuae semper virtútis mereátur protectióne deféndi. Per D.N.

Nós Vos pedimos, Senhor, concedei ao vosso povo, a saúde da alma e do corpo a fim de que, ocupando-se com as boas obras, mereça se sempre defendido com o auxílio de vossa proteção. Por N.S.
(M.Q. pg. 231)

REENCONTRANDO O LATIM (CXLI)

(Ps. 24, 1-3)
Ad te, Dómine, levávi ánimam meam: Deus meus, in te confído, non erubéscam: neque irrídeant me inimíci mei: étenim univérsi, qui te exspéctant, non confundéntur.


A Vós, Senhor, elevo a minha alma. O meu Deus, em Vós confio; não serei envergonhado. Não se riam de mim os meus inimigos, porque todos os que em Vós esperam, não serão confundidos.
(M.Q. pg. 222)


II


(Ps. 69, 2 et 3 – Ib. 4)
Deus, in adjutórium meum inténde: Dómine, ad adjuvándum me festína: confundántur et revereántur inimíci mei, qui quaerunt animam meam. Ps. Avertántur retrórsum, et erubéscant: qui cógitant mihi mala
.


O Deus, vinde em meu auxílio; Senhor, apressai-Vos em me socorrer: sejam confundidos e envergonhados os meus inimigos, que procuram tirar-me a vida. Ps. Voltem para trás e fiquem envergonhados os que me desejam mal.
(M.Q. pg 223)

REENCONTRANDO O LATIM (CXL)

(Ps. 50, 3)
Miserére mei, Dómine, secúndum magnam misericórdiam tuam: dele, Dómine, iniquitátem meam.


Tende piedade de mim, Senhor, segundo vossa grande misericórdia; destruí, Senhor, a minha iniqüidade.
(M.Q. pg. 218)


II


(Ps. 27, 9 et 1)
Salvum fac pópulum tuum, Dómine, et bénedic hereditáti tuae. Ad te, Dómine, clamávi: Deus meus, ne síleas a me, et erro símilis descendéntibus in lacum.


Salvai o vosso povo, Senhor, e abençoai a vossa herança. Senhor, a Vós eu clamo: Deus meu, não Vos afasteis de mim sem me responder, para que eu não seja semelhante aos que descem à sepultura.
(M.Q. pg 220)

REENCONTRANDO O LATIM (CXXXIX)

(Ps. 25, 11 – 12 – ib. 1)
Rédime me, Dómine, et miserére mei: pes enim meus sterit in via recta: in ecclésiis benedícam Dóminum. Ps. Júdica me, Dómine, quóniam ego in innocéntia mea ingréssus sum: et in Dómino sperans, non infirmábor.


Livrai-me, Senhor, e tende piedade de mim: meu pé está no caminho reto: nas assembléias louvarei o Senhor. Ps. Julgai-me, Senhor, porque eu ando em minha inocência, e, esperando no Senhor, não vacilarei.
(M.Q. pg. 212)


II


(Ps. 69, 6 et 3)
Adjútor meus, et liberátor meus esto: Dómine, ne tardáveris. Confundántur, et revereántur inimíci mei, qui quaerunt animam meam.


Sede o meu protetor e meu libertador; Senhor, não tardeis mais. Sejam confundidos e envergonhados os meus inimigos, os que procuram tirar-me a vida.
(M.Q. pg 213 e 214)

REENCONTRANDO O LATIM (CXXXVIII)

(Ps. 24, 17 – 18)
Tribulatiónes cordis mei dilatátae sunt: de necessitátibus méis éripe me, Dómine. Vide humilitátem meam et labórem meum: et dimítte ómnia peccáta mea.


As ânsias de meu coração se multiplicaram. O Senhor, tirai-me de minhas angústias. Vede a minha miséria e o meu sofrimento; e perdoai todos os meus pecados.
(M.Q. pg. 210)


II


(Ps. 118, 47 et 48)
Meditábor in mandátis tuis, quae diléxi valde: et levábo manus meas ad mandáta tua, quae diléxi.


Meditarei os vossos mandamentos, que muito amo; e levantarei as minhas mãos para cumprir os vossos preceitos, que muito prezo.
(M.Q. pg. 211)

REENCONTRANDO O LATIM (CXXXVII)

Oração:
1. PARA PEDIR A CARIDADE.
Deus, qui diligêntibus te facis cuncta prodésse: da córdibus nostris invilábilem tuae caritátis afféctum; ut desidéria, de tua inspiratióne concepta, nulla possint tentatióne mutári. Per D.N.


O Deus, que fazeis tender todas as coisas para o bem daqueles que Vos amam, gravai indelevelmente em nossos corações os afetos de vosso amor, a fim de que nenhuma tentação possa abalar os desejos que devemos à vossa inspiração. Por N.S.
(M.Q. pg. [160])


Oração:
2. PELOS AMIGOS.

Deus, qui caritátis dona per grátiam Sancti Spíritus tuórum fidélium córdibus infudísti: da fámulis et famulábus tuis, pro quibus tuam deprecámur cleméntiam, salútem mentis et córporis; ut te tota virtúte díligant et, quae tibi plácita sunt, tota dilectióne perfíciant. Per D.N... in unitáte ejúsdem Spíritus Sancti.


D Deus, que pela graça do Espírito Santo, infundistes nos corações de vossos fiéis o dom da caridade, daí a vossos servos e servas, para os quais imploramos a vossa clemência, a saúde da alma e do corpo, para que Vos amem com toda a força de sua alma e pratiquem com todo o amor que Vos é agradável. Por N.S.... em união com o mesmo Espírito Santo.
(M.Q. pg. [160])

REENCONTRANDO O LATIM (CXXXVI)

Oração:
1. PARA ALCANÇAR O PERDÃO DOS PECADOS
Deus, qui nullum réspuis, sed, quantúmvis peccántibus, per paeniténtiam piamiseratióne placáris: réspice propítus ad preces humilitátis nostrae, et illúmina corda nostra; ut tua valeámus implére praecépta. Per D.N.

O Deus, que a ninguém repelis, mas antes, em vossa misericordiosa bondade, Vos deixais aplacar pela penitência dos pecadores, por mais culpados que sejam, recebei favoravelmente as nossas humildes orações e iluminai os nossos corações, para que possamos cumprir os vossos preceitos. Por N.S.
(M.Q. pg. [155])

Oração:
2.PARA PEDIR A PACIÊNCIA
Deus, qui Unigéniti tui patiéntia antíqui hostis contrivísti supérbiam: da nobis, quaesumus, quae idem pie pro nobis pértulit, digne recólere; sicque, exemplo ejus, nobis adversántia aequanímiter toleráre. Per eúndem D. N.

O Deus, que esmagastes, pela paciência de vosso Filho Unigênito, a soberba do antigo inimigo, concedei, Vos suplicamos, que meditemos dignamente em tudo quanto Ele sofreu por nós, com tanta bondade, a fim de que, sustentados por seu exemplo, possamos suportar com resignação as nossas adversidades. Pelo mesmo Jesus Cristo, N.S.
(M.Q. pg. [159])

REENCONTRANDO O LATIM (CXXXV)

Oração:
1.CONTRA OS PERSEGUIDORES E MALFEITORES.
Hóstium nostrórum, quaesumus, Dómine, elíde supérbiam: et eórum contumáciam déxterae tuae virtúte prostérne. Per D.N.


Nós Vos rogamos, Senhor, esmagai o orgulho de nossos inimigos e com o poder de vossa Destra aniquilai a sua arrogância. Por N.S.
(M.Q. pg [148])


Oração:
2.PARA PEDIR A CHUVA.
Deus, in quo vívimus, movémur et sumus: plúviam nobis tríbue congruéntem; ut, praeséntibus subsídiis sufficiénter adjúti, sempiterna fiduciálius appetámus. Per D.N.


O Deus, em quem vivemos, nos movemos e existimos, concedei-nos a chuva necessária, para que, ajudados suficientemente com os auxílios presentes, com mais viva esperança desejemos as coisas eternas. Por N.S.
(M.Q. pg [151])

REENCONTRANDO O LATIM (CXXXIV)

Oração:
1.PARA IMPLORAR OS SUFRÁGIOS DOS SANTOS
Concéde, quaesumus, omnípotens Deus: ut intercéssio sanctae Dei Genitrícis Maríae, sanctórumque ómnium Apostolórum, Mártyrum, Confessórum, atque Vírginum, et ómnium electórum tuórum, nos ubíque laetíficet; ut, dum eórum mérita recólimus, patrocínia sentiámus. Per D. N.


O Deus onipotente, nós Vos suplicamos, concedei que a intercessão de Santa Maria, Mãe de Deus, de todos os santos Apóstolos, Mártires, Confessore e Virgens e de todos os vossos Eleitos, nos alegre em toda parte, a fim de que, recordando seus méritos, sintamos a sua proteção. Por N. S.
(M.Q. pg. [143])

Oração:
2.PELA PAZ NA COMUNIDADE
Deus, largítor pacis et amátor, caritátis: da fámulis tuis veram cum tua voluntáte concórdiam; ut ab ómnibus, quae nos pulsant, tentatiónibus liberémur. Per D. N.


O Deus, que condedeis a paz e amais a caridade, daí a vossos servos a verdadeira submissão à vossa vontade, para que sejamos livres de toda as tentações que nos perseguem. Por N. S.
(M.Q. pg [147])

REENCONTRANDO O LATIM (CXXXIII)

(Ps. 70, 16-17 et 18)
Dómine, memorábor justítiae tuae solíus: Deus, docuísti me a juventúte mea: et usque in senéctam et sénium, Deus, NE derelínquas me.


Estou lembrando, Senhor de vossa felicidade. Vós sois meu guia, ó Deus, desde a minha juventude. Não me abandoneis, ó Deus, até os últimos dias de minha velhice.
(M.Q. pg [139])


II


(Ps. 137, 7)
Si ambulávero in médio tribulatiónis, vivificábis me, Dómine: et super iram inimicórum meórum exténdes manum tuam, et salvum me fáciet déxtra tua.


Se xaminho no meio da tribulação, Vós me dais novamente a vida, Senhor, estendeis a vossa mão contra o furor de meus inimigos, e vossa Destra me salvará.
(M.Q. pg. [141])

REENCONTRANDO O LATIM (CXXXII)

(Ps. 22, 4)
Si ámbulem in médio umbrae mortis, non timébo mala: quóniam tu mecum ES, Dómine. Virga tua et báculus tuus, ipsa me consoláta sunt.


Se eu andar por entre as sombras da morte, não temerei o mal, porque estais comigo, Senhor. O vosso cetro e o vosso báculo são minha consolação.
(M.Q. pg. [138])


II


(Ps. 30, 2-3)
In te, Dómine, sperávi, non confúndar in aetérnum: in justítia tua libera me et éripe me: inclina ad me aurem tuam, accélera, ut erípias me. Allelúia.


Espero em Vós, Senhor; não seja eu para sempre confundido. Por vossa justiça, livrai-me e salvai-me. Inclinai para mim o vosso ouvido; apressai-Vos em me socorrer. Aleluia.
(M.Q. pg. [138])

REENCONTRANDO O LATIM (CXXXI)

(Ps. 76, 15 – 16)
Tu es Deus, qui facis mirabília solus: notam fecísti in géntibus virtútem tuam. Liberásti in bráchio tuo pópulum tuum, fílios Israel et Joseph.


Vós sois o Deus, que operais maravilhas e entre as nações fizestes sentir o vosso poder, com o vosso braço, redimistes o vosso povo, os filhos de Israel e José.
(M.Q. pg. [128])


II


(Ps. 58, 2)

Eripe me de inimícis méis, Deus meus: et ab insurgéntibus in me libera me. Allelúia.


Livrai-me, Senhor, dos meus inimigos e salvai-me dos que me perseguem. Aleluia.
(M.Q. pg. [128])

 

REENCONTRANDO O LATIM (CXXX)

(Ps. 127, 4 et 6)
Ecce, sic benedicétur omnis homo qui timet Dóminum: et vídeas fílios filiórum tuórum: pax super Israel.


Eis como é abençoado todo homem que teme o Senhor: Que vejas os filhos dos teus filhos e a paz em Israel [a sociedade cristã]
(M.Q. pg. [121])


II


(Ps. 66, 6 -8)
Confiteántur tibi pópuli, Deus, confiteántur tibi pópuli omnes: terra dedit fructum suum. Benedícat nos Deus, Deus noster, benedícat nos Deus: et métuant eum omnes fines terrae.

Os povos Vos exaltem, ó Deus; os povos todos Vos glorifiquem; a terra produziu o seu fruto. Abençoai-nos, ó Deus, Deus nosso; abençoai-nos, ó Deus; e d’Ele tenham temor, todos os confins da terra.
(M.Q. pg. [124])


III


(Ps. 99, 1)

Jubiláte Deo, omnis terra: servíte Dómino in laetítia: introíte in conspéctu ejus, in exsultatióne. Allelúia.

Cantai louvores a Deus, ó terra toda, servi o Senhor, com alegria. Aproximai-vos d’Ele, com júbilo intenso. Aleluia.
(M.Q. pg.[124])

REENCONTRANDO O LATIM (CXXVIX)

(Ps. 44, 3)
Diffúsa est grátia in lábiis tuis: proptérea benedíxit te Deus in aetérnum, et in saeculum saeculi.


A graça expande-se em vossos lábios; eis porque Deus Vos abençoou para sempre e por todos os séculos.
(M.Q.pg. [83])


II


(Ps. 127, 3)
Uxor tua sicut vitis abúndans in latéribus domus tuae. Fílii tui sicut novéllae olivárum in circúitu mensae tuae.


Tua esposa é como a vide fecunda no interior de tua casa. Teus filhos, como vergônteas de oliveiras ao redor de tua mesa.
(M.Q. pg. [119])

REENCONTRANDO O LATIM (CXXVIII)

I

(Ps. 88, 25)
Véritas mea et misericórdia mea cum ipso: et in nomine meo exaltábitur cornu ejus.


Minha fidelidade e minha misericórdia o acompanham, e em meu Nome se levantará o seu poder.
(M.Q. pg.[46])


II


(Ps. 118, 78 et 80)
Confundántur supérbi, quia injúste iniquitátem fecérunt in me: ego autem in mandátis tuis exercébor, in tuis justificatiónibus, ut non confúndar.


Sejam confundidos os soberbos, porque praticaram iniqüidades contra mim; eu porém, para não ser confundido, exercitar-me-ei em vossos mandamentos.
(M.Q. pg.[63])

REENCONTRANDO O LATIM (CXXVII)

(Ps. 125, 5-6)
Qui séminat in lácrimis, in gáudio metent. Eúntes ibant et flebant, mitténtes sémina sua. Veniéntes autem vénient cum exsultatióne, portántes manípulos suos.


Os que semeiam com lágrimas, com alegria ceifarão. Chorando, saíram a espalhar as suas sementes. Mas quando voltarem, estarão contentes, carregando os seus feixes.
(M.Q. pg.[26])


II


(Sap. 3, 1-2 et 3)
Justórum ánimae in manu Dei sunt, et non tanget illos torméntum malítiae: visi sunt óculis insipiéntium mori: illi autem sunt in pace, allelúia.


As almas dos Justos estarão nas mãos de Deus, e o tormento dos maus não os atingirá. Aos olhos dos insensatos pareciam quase a morrer: todavia estão em paz. Aleluia.
(M.Q. pg.[30])

REENCONTRANDO O LATIM (CXXVI)

(Ps. 88, 21-23)
Invéni David servum meum, óleo sancto meo unxi eum: manus enim mea auxiliábitur ei, et bráchium meum confortábit eum. Nihil profíciet inimícus in eo, et fílius iniquitátis non nocébit ei.


Escolhi Davi para meu servo; com o meu santo óleo o ungi; minha mão lhe dará auxílio e o meu braço o fortalecerá. O inimigo em nada prevalecerá contra ele e malfeitor algum lhe poderá ser nocivo.
(M.Q. pg. [10])


II


(Ps. 109, 4)
Tu es sacérdos in aetérnum, secúndum órdinem Melchísedech. Allelúia.


Tus és sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedec. Aleluia.
(M.Q. pg. [10])


III


(Ps. 111, 1-3)
Beátus vir, qui timet Dóminum: im mandátis ejus cupit nimis. Potens in terra erit sémen ejus: generátio rectórum benedicétur. Glória et divítae im domo ejus: et justítia ejus manet in saeculum saeculi.


Bem aventurado o homem que teme o Senhor e se alegra em cumprir os seus mandamentos. Poderosa será a sua posteridade sobre a terra; abençoada será a geração dos Justos. Há em sua casa glória e riquezas, e a sua justiça permanece por todos os séculos.
(M.Q. pg. [13])

REENCONTRANDO O LATIM (CXXV)

I


(Ps. 20, 6)
Magna est glória ejus in salutári tuo: glóriam et magnum decórem impónes super eum, Dómine.


Grande é sua glória, por vosso auxílio; de glória e grande esplendor o cumulais, Senhor.
(M.Q. pg. [4])


II


(Ps. 106, 32, 31)
Exáltent eum in Ecclésia plebis: et in cáthedra seniórum laudent eum. Confiteántur Dómino misericórdiae ejus; et mirabília ejus fíliis hóminum.


Eles o exaltem na assembléia do povo; eles o louvem no conselho dos anciãos. Eles louvem ao Senhor pela sua bondade e pelas maravilhas que fez aos filhos dos homens.
(M.Q. pg [6])


III


(Matth. 16, 18)
Tu es Petrus, et super hanc petram aedificábo Ecclésiam meam. Allelúia.


Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja. Aleluia.
(M.Q. pg. [6])

REENCONTRANDO O LATIM (CXXIV)

I

(Ps. 20, 4)
Praevenísti eam, Dómine, in benedictiónibus dulcédinis: posuísti in cápite ejus corónam de lápide pretióso.


Vós a preservastes, Senhor, com as vossas bênçãos mais suaves; colocastes em sua cabeça, uma coroa de pedras preciosas.
(M.Q. pg. 1124)


II


(Ps. 67, 36)
Mirábilis Deus in Sanctis suis: Deus Israel, ipse dabit virtútem et fortitúdinem plebi suae: benedictus Deus.


Deus é admirável em seus Santos. O Deus de Israel é que dará virtude e força ao seu povo. Bendito seja Deus.
(M.Q. pg. 1133)

REENCONTRANDO O LATIM (CXXIII)

I

(Jo. 15, 13)
Majórem caritátem nemo habet, ut animam suam ponat quis pro amícis suis.


Ninguém dá maior prova de caridade do que aquele que dá a vida por seus amigos.
(M.Q. pg. 1106)


II


(Ps. 118, 78 et 80)
Confundántur supérbi, quia injúste iniquitátem fecérunt in me: ego autem in mandátis tuis exercébor, in tuis justificatiónibus, ut non confúndar.


Sejam confundidos os soberbos, porque praticaram iniqüidades contra mim; eu porém para não ser confundido no último dia, exercitar-me-ei em vossos preceiros.
(M.Q. pg. 1112)

REENCONTRANDO O LATIM (CXXII)

I


(Ps. 18, 5)
In omnem terram exívit sonus eórum: et in fines orbis terrae verba eórum.


Sua voz repercutiu por toda a terra e suas palavras até os extremos do orbe.
(M.Q. pg. 1092)


II


(Ps. 33, 10 et 11)
Timéte Dóminum, omnes Sancti ejus: quóniam nihil deest timéntibus eum. Inquiréntes autem Dóminum, non defícient omni bono.


Temei o Senhor, todos vós, os seus Santos, porque de nada carecem os que O temem. Porque os que procuram o Senhor, não serão privados de nenhum bem.
(M.Q. pg 1097)


III


(Matth. 11, 28)
Vénite ad me, omnes, qui laborátis et oneráti estis: et ego refíciam vos.


Vinde a mim, vós todos, que estais fatigados e sobrecarregados e eu vos aliviarei.
(M.Q. pg. 1097)

REENCONTRANDO O LATIM (CXXI)

I
(Ps. 2,8)
Póstula a me, et dabo tibi gentes hereditátem tuam, et possessiónem tuam términos terrae.


Pede-me, e eu te darei as nações por tua herança, e entenderei o teu domínio até os limites da terra.
(M.Q. pg. 1086)


II


(Ps. 28, 10 et 11)
Sedébit Dóminus Rex in aetérnum: Dóminus benedícet pópulo suo in pace.


O Senhor se assentará como Rei eternamente; o Senhor abençoará o seu povo com a paz.
(M.Q. pg. 1086)


III


(Ps. 78, 2 et 11)
Posuérunt mortália servórum tuórum, Dómine, escas volatílibus caeli, carnes Sanctórum tuórum béstiis terrae, secúndum magnitúdinem bráchii tui pósside fílios morte punitórum.


Expuseram, Senhor, os cadáveres de vossos servos como pasto às aves do céu e as carnes de vossos Santos, aos animais da terra. Pelo poder de vosso braço, preservai os filhos dos que foram mortos.
(M.Q. pg.1089)

 

REENCONTRANDO O LATIM (CXX)

I

(Ps. 106, 8 – 9)
Confiteántur Dómino misericórdiae ejus: et mirabília ejus fíliis hóminum. Quia satiávit ánimam inánem: et ánimam esuriéntem satiávit bonis.


Louvado seja o Senhor, por suas misericórdias; e pelas obras maravilhosas que fez para com os filhos dos homens. E ele quem conforta a alma desfalecida e prodigaliza bens aos que tem fome.
(M.Q. pg. 1079)


II


(Ps. 71, 8 et 11)
Dominábitur, a mari usque ad mare, et a flúmine usque ad términos orbis terrárum. Et adorábunt eum omnes reges terrae: omnes gentes sérvient ei.


Ele domina de mar a mar, e desde o rio até as extremidades da terra. Todos os reis da terra O adoram e os povos todos O servem.
(M.Q. pg.1085)

REENCONTRANDO O LATIM (CXIX)

II

(Ps. 102, 20 et 1)
Benedícite Dóminum, omnes Angeli ejus: potentes virúte, qui fácitis verbum ejus. Bénedic, ánima mea, Dóminum, et ómnia interióra mea, nomen sanctum ejus.


Allelúia, allelúia. Sancte Míchael Archángele, defénde nos in poelio: ut non pereámus in treméndo judício. Allelúia.


Bendizei as Senhor, vós, todos os seus Anjos, poderosos em força, que cumpris as suas ordens. Bendizei, ó mina alma, ao Senhor, e tudo que há em mim bendiga o seu santo Nome.


Aleluia, aleluia. São Miguel Arcanjo, defendei-nos neste combate a fim de que não pereçamos no dia do juízo tremendo, Aleluia.
(M.Q. pg. 1047)


II


(Eccli. 24, 25: 39, 17)
In me grátia omnis viae er veritátis, in me omnis spes vitae et virtútis: ego quase rosa plantáta super rivos aquárum fructificávi.


Em mim se encontra toda a graça do reto caminho e da verdade; em mim, toda esperança de vida e de virtude; como rosal plantado à beira d’água, assim frutifiquei.
(M.Q. pg. 1060)

REENCONTRANDO O LATIM (CXVIII)

(Ps. 20, 6)
Magna est glória ejus in salutári tuo: gloriam et magnum decórem impónes super eum, Dómine.


Grande é a sua glória, graças à vossa proteção; de glória e grande esplendor o cumulais, Senhor.
(M.Q. pg 1040)


II


(Ps. 33, 18 -19)
Clamavérunt justi, et Dóminus exaudívit eos: et ex ómnibus tribulatiónibus eórum liberávit eos. Juxta est Dóminus his, qui tribuláto sunt corde: et húmiles spíritu salvábit.


Os Justos clamaram, e o Senhor os ouviu; e os livrou de todas as suas aflições. O Senhor está perto dos que tem o coração atribulado, e salvará os humildes de espírito.
(M.Q. pg 1044)

REENCONTRANDO O LATIM (CXVII)

(Eccli. 39, 17-18)
Obaudíte me, divíni fructus, et quase rosa plantáta super rivos aquárum fructificáte: quasi Líbanus odórem suavitátis habéte.


Escutai-me, vós que sois uma raça divina, e como o rosal plantado nas margens das águas, frutificai. Exalai um aroma suave como o do Líbano.
(M.Q. pg. 1018)


II


(Ps. 20, 4-5)
Dómine, praevenísti eum in benedictiónibus dulcédinis: posuísti in cápite ejus corónam de lápide pretióso. Vitam pétiit a te, et tribuíste ei longitúdinem diérum in saeculum, et in saeculum saeculi.


Senhor, Vós lhe concedestes benção de doçura; pusestes sobre a sua cabeça uma coroa de pedras preciosas. Pediu-Vos vida e largos anos lhe concedestes, para sempre e por todos os séculos.
(M.Q. pg. 1036)

REENCONTRANDO O LATIM (CXVI)

I

(Ps. 91, 13 et 14)
Justus ut palma florébit: sicut cedrus Líbani multiplicábitur in domo Dómini. Ad annuntiándum mane misericórdiam tuam, et veritátem tuam per noctem.


O Justo floresce como a palmeira na plenitude da força, como o cedro do Líbano, na casa do Senhor. Para anunciar pela manhã a vossa misericórdia, e a vossa fidelidade durante a noite.
(M.Q. pg 1013)


II


(Ps. 45, 6 , et 5)

Adjuvábit eam Deus vultu suo: Deus in médio ejus, non commovébitur. Flúminis ímpetus laetíficat civitátem Dei, sanctificávit tabernáculum suum Altíssimus.


Deus a ajuda com o seu olhar. Deus está com ela e não a deixará fraquejar. As torrentes do rio alegram a cidade de Deus. O Altíssimo santificou o seu tabernáculo.
(M.Q. pg. 1017)

REENCONTRANDO O LATIM (CXV)

I
(Ps. 44, 11 – 12 et 14)
Audi, filia, et vide, et inclina aurem tuam, et concupíscet rex pulchritúdinem tuam. Tota decóra ingréditur filia Regis, textúrae áureae sunt amíctus ejus.


Ouve, filha, vê, escuta com atenção, e de tua beleza se encantará o rei. Toda formosura, entra a filha do rei, recamadas de ouro são as suas vestes.

(M.Q.pg.994)


II


(Ps. 33, 12 – Ib. 2)
Veníte, fílii, audite me: timórem Dómini docébo vos. Ps. Benedíca, Dóminum im omni témpore: semper laus ejus in ore meo. Glória Patri.


Vinde, filhos, ouvi-me: eu vos ensinarei a temer o Senhor. Ps. Bendirei o Senhor em todo o tempo; seu louvor estará sempre em minha boca. Glória ao pai.
(M.Q. pg. 1009)

REENCONTRANDO O LATIM (CXIV)

I


(Ps. 44, 3 et 2)
Speciósus forma prae fíliis hóminum: diffúsa est grátia in lábiis tuis. Eructávit cor meum verbum bonum: dico ego ópera mea Regi.


Ultrapassais em formosura os filhos dos homens; a graça expande-se em vossos lábios. Exulta meu coração em alegre canto; ao Rei dedico as minhas obras.


(Sap. 7, 26)


Cándor est lucis aetérnae, spéculum sine mácula, et imago bonitátis illíus. Alelúia.


Este é o Esplendor da Luz eterna, o espelho sem mancha [da majestade de Deus] e a imagem de sua bondade. Aleluia.


(M.Q.pg. 977)


II


(Ps. 31, 11)


Laetámini in Dómino et exsultáte, justi: etgloriámini, omnes recti corde.


Alegrai-vos no Senhor e exultai, ó Justos; rejubilai-vos, todos os retos de coração.
(M.Q. pg 981)

REENCONTRANDO O LATIM (CXIII)

I


(Ps. 88, 25)
Véritas mea et misericórdia mea cum ipso: et in nómine meo exaltábitur cornu ejus.


Minha fidelidade e minha misericórdia estarão com ele, e em meu Nome se levantará o seu poder.
(M.Q. pg. 968)


II


(Prov. 3, 9 et 27)
Honóra Dóminum de tua substántia, et de primítiis ómnium frugum tuárum da ei. Noli prohibére benefácere eum, qui potest: si vales, et ipse bénefac.


Honra o Senhor, com os teus bens e dá-lhe as primícias de todos os teus frutos. Não impeças, a quem o possa, de fazer o bem; e se te é possível, pratica tu mesmo a bondade.
(M.Q. pg. 973)

REENCONTRANDO O LATIM (CXII)

I


(Ps. 18, 5)
In omnem terram exívit sonus eórum: et in fines orbis terrae verba eórum.


Sua voz repercutiu por toda a terra e suas palavras até os extremos do orbe.
(M.Q. pg. 960)


II


(Ps. 78, 2 et 11)
Posuérunt mortália servórum tuórum, Dómine, escas volatílibus caeli, carnes Sanctórum tuórum béstiis terrae: secúndum magnitúdinem bráchii tui pósside fílios morte punitórum.


Senhor, jogaram os cadáveres de vossos servos para servir de pasto às aves de céu, e as carnes de vossos Santos, aos animais da terra. Com o vosso braço poderoso, guardai os filhos daqueles que foram mortos.
(M.Q. pg. 967)

REENCONTRANDO O LATIM (CXI)

I

(Ps. 44, 10)
Fíliae regum in honóre tuo, ástitit regína a dextris tuis in vestítu deauráto, circúmdata varietáte.


Filhas de reis são as vossas damas de honra, a rainha está à vossa destra, com um manto de ouro e coberta de variados atavios.
(M.Q.pg.954)


II


Oratio:
Esto, Dómine, plebi tuae sanctificátor et custos: ut, Apóstoli tui Jacobi muníta praesídiis, et conversatióne tibi pláceat, et secura mente desérvat. Per D.N.

Oração:
Santificai, Senhor, e guardai o vosso povo, a fim de que, munido da proteção de vosso Apóstolo S. Tiago, Vos agrade por sua vida e Vos sirva com espírito tranqüilo. Por N.S.
(M.Q.pg.959)

 

REENCONTRANDO O LATIM (CX)

I
(Jer. 18, 20)
Recordáre, Virgo Mater, in conspéctu Dei, ut loquáris pro nobis bona, et ut avértat indignatiónem suam a nobis.


Lembrai-vos, ó Virgem Mãe, de dizer na presença de Deus, uma palavra boa em nosso favor, para que Ele afaste de nós a sua ira.
(M.Q.pg 944)


II


(Ps. 44, 3)
Diffúsa est grátia in lábiis tuis: proptérea benedíxit te Deus in aetérnum, et in saeculum saeculi.


A graça expande-se em vossos lábios; por isso Deus vos abençoou para sempre e por todos os séculos.
(M.Q. pg 952)

REENCONTRANDO O LATIM (CIX)

I

(Ps. 123, 7)
Anima nostra, sicut passer, erépta est de láqueo venántium: láqueus contrítus est, et nos liberati sumus.

Nossa alma, como o pássaro, escapou do laço dos caçadores. O laço foi partido e nós ficamos livres.
(M.Q. pg 938)

II

Estóte ergo vos perfécti, sicut et Pater vester caeléstis perféctus est.
Sede, pois, perfeitos, como nosso Pai celestial é perfeito.
(M.Q. pg. 939

REENCONTRANDO O LATIM (CVIII)

I

(Ps. 18, 5 et 2)
In omnem terram exívit sonus eórum: et in fines orbis tarrae verba eórum. Caeli enárrant gloriam Dei: et ópera mánnum ejus annúntiat firmaméntum.


Em toda a terra espalhou-se a sua voz; e até os confins do orbe, as suas palavras. Os céus proclamam a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra de suas mãos.
(M.Q. pg.912)

II


(Ps. 149, 5-6)
Exultábunt Sancti in glória, laetabúntur in cubílibus suis: exaltatiónes Dei in fáucibus eórum.


Os Santos exultam na glória e se alegram em sua mansão. Os louvores de Deus estão em suas bocas.
(M.Q. pg. 934)

REENCONTRANDO O LATIM (CVII)

I

(Jo. 1, 6-7)
Fuit homo missus a Deo, cui nomen erat Joánnes. Hic venit, ut testimónium perhibéret de lúmine, paráre Dómino plebem perféctam.


Houve um homem enviado por Deus, cujo nome era João. Este veio para dar testemunho da luz e preparar ao Senhor um povo perfeito.
(M.Q. pg. 899)

II

(Ps. 8, 6-7)
Glória ET Honoré coronásti eum: ET contituísti eum super ópera mánuum tuárum, Dómine.


De glória e honra Vós o coroastes; e sobre as obras de vossas mãos o constituístes, Senhor.
(M.Q. pg. 900)

REENCONTRANDO O LATIM (CVI)

I

(Ps. 88, 21-22)
Invéni David servum meum, óleo sancto meo unxi eum: manus enim mea auxiliábitur ei, et bráchium meum confortábit eum.


Escolhi Davi para meu servo, com o meu santo óleo o ungi, minha mão lhe será auxílio e o meu braço o fortalecerá.
(M.Q. pg. 897)

II


(Luc. 12, 42)
Fidélis servus et prudens, quem constítuit dóminus super famíliam suam: ut det illis in témpore trítici mensuram.


Eis o servo fiel e prudente que o Senhor pôs à frente de sua família para dar a cada um o pão, a seu tempo.
(M.Q. pg. 897)

REENCONTRANDO O LATIM (CV)

(Ps. 77, 24-25)
Panem caeli dedit eis: panem Angelórum manducávit homo.

Ele lhes deu o Pão do céu e o homem se alimentou com o Pão dos Anjos.
(M.Q. pg. 895)


(Ps. 23, 3-4)
Quis ascéndet in montem Dómini, aut quis stabit in loco sancto ejus? Innocens mánibus, et mundo corde.

Quem sebirá à montanha do Senhor, ou quem se manterá em seu santo lugar? O que tem as mão inocentes e o coração puro.

REENCONTRANDO O LATIM (CIV)

I

(Ps. 67, 36)
Marábilis Deus in Sanctis suis: Deus Israel, ipse dabit virtútem et fortitúdinem plebi suae: benedictus Deus.

Deus é admirável em seus Santos. O Deus de Israel dará Ele mesmo virtude e força a seu povo. Bendito seja Deus!

II

(Sap. 3, 1-2 et 3)
Justórum ánimae in manu Dei sunt, et non tanget illo; torménctum malítae: visi sunt óculis insipiéntium mori: illi autem sunt in pace.

As almas dos Justos estão na mão de Deus e não os atingirá o tormento dos maus. Aos olhos dos insensatos pareciam quase a morrer; porém eles estão em paz.
(M.Q. pg.890)

REENCONTRANDO O LATIM (CIII)

(Ps. 36, 30-31)
Os justi meditábitur sapiéntiam, et língua ejus loquétur judícium. Lex Dei ejus in corde ipsíus: et non supplantabúntur gressus ejus.

A boca do Justo medita a sabedoria, e a sua língua profere a equidade. A lei de seu Deus está em seu coração e os seus passos não resvalarão.
(M.Q. pg. 886)

REENCONTRANDO O LATIM (CII)

(Ps. 18, 5 et 2)
In omnem terram exívit sonus eórum: et in fines orbis terrae verba eórum. Caeli enárrant gloriam Dei: et ópera mánuum ejus annúntiat firmaméntum.
Allelúia, Allelúia. (Jo. 15, 16) Ego vos elegi de mundo, ut eátis et fructum afferátis: et fructus vester máneat. Allelúia.

Em toda terra espalhou-se a sua voz e até os extremos do orbe, as suas palavras. Os céus narram a glória de Deus e o firmamento proclama as obras de suas mãos. Aleluia, Aleluia. Eu vos escolhi do mundo, para que, indo-vos, deis fruto e o vosso fruto permaneça. Aleluia.
(M.Q. pg. 883)

REENCONTRANDO O LATIM (CI)

(Ps. 15, 7 et 8)
Benedícam Dóminum, qui tríbuit mihi intelléctum; providébam Deum in conspéctu meo semper, quóniam a dextris est mihi, ne commóvear.

Bendirei o Senhor, que me concedeu inteligência. Terei sempre a Deus ante os meus olhos; porque Ele está à minha direita, para que eu não vacile.
(M.Q. pg. 879)

REENCONTRANDO O LATIM (C)

(Rom 13, 7-10)
Réddite ómnibus débita: cúi tributum tributum, cúi vectigal vectigal, cúi timorem timorem, cúi honorem honorem. Némini quidquam debeatis nisi ut ínvicem diligatis: qui enim díligit próximum, legem implevit. Nam: Non adulterabis, Non occides, Non furáberis, Non concupisces, et si quod est aliud mandatum, in hoc verbo recapitulatur: Díliges próximum tuum tamquam teípsum. Dilecto próximo malum non operator; plenitude ergo legis est dilectio.

Daí a todos o que lhes é devido: a quem se deve a contribuição, a contribuição a quem se deve o imposto, o imposto; a quem se deve o respeito, o respeito; a quem se deve a honra, a honra. Não devais a ninguém coisa alguma, a não ser o amar-vos uns aos outros, pois quem ama o próximo cumpriu a Lei. E que os mandamentos não cometerás adultério, não matarás, não furtarás, não cobiçarás e qualquer dos outros mandamentos resumem-se nestas palavras, a saber: Amarás ao próximo como a ti mesmo. A caridade é, pois, o pleno cumprimento da lei.

REENCONTRANDO O LATIM (XCIX)

Dilectio sine simulatione. Odientes malum, adhaerentes bono, caritate fraternitatis ínvicem diligentes, honore ínvicem praevenientes, sollicitúdine non pigri, spíritu ferventes, Dómino servientes, spe gaudentes, in tribulatione patientes, orationi instantes, necessitátibus sanctorum communicantes, hospitalitatem sectantes.

Sejam sem disfarce a vossa caridade: detestai o mal, cimentai-vos no bem. Sede, pelo amor fraterno, mutuamente carinhosos, considerando cada um de vós os outros superiores em mérito, sede no zelo sem indolência, fervorosos de espírito, dedicados ao serviço do Senhor, alegres na esperança, pacientes na tribulação, assiduamente aplicados à oração, acudindo com a vossa parte às necessidades dos santos, procurando o ensejo de exercer a hospitalidade.
(Rom 12, 9)

REENCONTRANDO O LATIM (XCVIII)

(Ps.31, 11)
Laetámini in Dómino et exsultáte, justi: et gloriámini, omnes recti corde.

Alegrai-vos no Senhor, e exultai, ó Justos: e gloriai-vos n’Ele, todos vós, ó retos de coração.
(M.Q. pg 873)

(Ps. 91, 13)
Justus ut palma florébit: sicut cedrus Líbani multiplicábitur.

O Justo floresce na plenitude da força, como o cedro do Líbano.
(M.Q. pg. 876)

REENCONTRANDO O LATIM (XCVII)

(Sap. 3, 1, 2 et 3)
Justórum ánimae in manu Dei sunt, et non tanget illos torméntum malítiae: visi sunt óculis insipiéntium mori: illi autem sunt in pace.

As almas dos Justos estão na mão de Deus e não as atingirá o tormento dos maus. Aos olhos dos insensatos, pareciam quase a morrer, porém eles estão em paz.
(M.Q. pg. 873 e 874)

REENCONTRANDO O LATIM (XCVI)

(Ps. 31, 11)
Laetámini in Dómino et exsultáte, justi: et gloriámini, omnes recti corde.

Alegrai-vos no Senhor, e exultai, ó Justos: e gloriai-vos n’Ele, todos vós, ó retos de coração.
(M.Q. pg. 873)

REENCONTRANDO O LATIM (XCV)

(Ps. 117, 16-17)
Déxtera Dómini fecit virtútem, déxtera Dómini exaltávit me: non móriar, sed vivam, et narrábo ópera Dómini, allelúia.

A Destra do Senhor mostra o seu poder; a Destra do Senhor me exalta; não morrerei, mas viverei, e contarei as obras do Senhor. Aleluia.
(M.Q. pg 856)

REENCONTRANDO O LATIM (XCIV)

Evangelium (Jo.3)
Si terrena dixi vobis et non créditis: quómodo, si díxero vobis caeléstia, credéstis?

Se, quando vos falo nas coisas terrenas, não credes, como crereis se vos falar nas celestes?
(M.Q. pg. 855)

REENCONTRANDO O LATIM (XCIII)

(Math. 25, 35)
Esurívi enim, et dedísti mihi manducáre: sitívi, et dedísti mihi bíbere: hospes eram, et collegísti me: nudus, et cooperuísti me: infírmus, et visitásti me, allelúia.

Tive fome, e vós me destes de comer. Tive sede, e vós me destes de beber. Era peregrino, e me recolhestes. Estava nu, e me vestistes, enfermo e me visitastes, aleluia.
(M.Q. pg. 841)

REENCONTRANDO O LATIM (XCII)

(Ps. 44, 3 et 5)
Diffúsa est gratia in lábiis tuis: proptérea benedíxit te Deus in aetérnum. Propter veritátem et mansuetúdinem et justítiam: et dedúcet te mirabíliter déxtera tua.

A graça expande-se em vossos lábios: por isso Deus vos abençoou para sempre. Pela fidelidade, mansidão e justiça, a vossa destra vos conduzirá admiravelmente.
(M.Q. pg. 814)

REENCONTRANDO O LATIM (XCI)

(Apoc. 8, 3 et 4)
Stetit Angelus juxta aram templi, habens thuríbulum áureum in manu sua, et data sunt ei incénsa multa: et ascéndit fumus arómatum in conspéctu Dei.

Junto ao altar do templo estava um Anjo com um turíbulo de ouro na mão. E foram-lhe dados muitos perfumes: e o perfume das nuvens de incenso subia até a presença de Deus.
(M.Q. pg. 812)

REENCONTRANDO O LATIM (XC)

(Ps. 111, 1-3)
Beátus vir, qui timet Dóminum: in mandátis ejus cupit nimis. Potens in terra erit sêmen ejus: generátio rectórum benedicétur. Glória et divítiae in domo ejus: et justítia ejus manet in saeculum saeculi.

Bem aventurado o homem que teme o Senhor e se alegra em cumprir os seus preceitos. Poderosa será a sua posterioridade sobra a terra, e abençoada será a descendência dos Justos. Há em sua casa glória e riqueza, e a sua justiça permanece por todos os séculos.
(M.Q. pg. 808)

REENCONTRANDO O LATIM (LXXXIX)

(Ps. 117, 24 et 22-23)
Haec dies, quam fecit Dóminus: exsultémus et laetémur in ea. Lapidem quem reprobavérunt aedificántes, hic factus est in caput ánguli: a Dómino factum est istud, et est mirábile in óculis nostris.

Este é o dia que o Senhor fé: exultemos e alegremo-nos nele. A pedra que os construtores rejeitaram, tornou-se a pedra angular: esta é a obra do Senhor e é coisa admirável a nossos olhos.
(M.Q. pg. 485)

REENCONTRANDO O LATIM (LXXXVIII)

(Ps. 77, 23-25)
Portas caeli apéruit Dóminus: et pluit illis manna, ut éderent: panem caeli dedit eis, panem Angelórum manducávit homo, allelúia.

O Senhor abriu as portas do céu, e fez chover sobra eles maná para comerem: deu-lhes um pão do céu: e o homem comeu o pão dos Anjos, aleluia.
(M.Q. pg. 482)

REENCONTRANDO O LATIM (LXXXVII)

(Ps. 117, 24 et 2)
Haec dies, quam fecit Dóminus: exsultémus et laetémur in ea. Dicat nunc Israel, quóniam bonus: quóniam in saeculum misericórdia ejus.

Este é o dia que o Senhor fez: exultemos e alegremo-nos nele. Diga Israel agora: Ele é bom, pois sua misericórdia é eterna.


Allelúia, allelúia. (Matth. 28, 2)
Ângelus Dómini descéndit de caelo: et accéndens revólvit lapidem, et sedébat super eum.

Aleluia, aleluia
Um Anjo do Senhor desceu do céu, e, chegando-se, afastou a pedra e sentou-se sobre ela.
(M.Q. pg. 473)

REENCONTRANDO O LATIM (LXXXVI)

(Ps. 117, 16-17)
Déxtera Dómini fecit virtútem, déxtera Dómini exaltávit me: non móriar, sed vivam, et narrábo ópera Dómini.

A Destra do Senhor mostra seu poder eterno, a Destra do Senhor me exalta: não hei de morrer, mas viverei e contarei as obras do Senhor.
(M.Q. pg. 395)

REENCONTRANDO O LATIM (LXXXV)

(Ps. 101, 2-3)
Dómine, exáudi oratiónem meam, et clamor meus ad te pervéniat: ne avértas fáciem tuam a me.


Senhor, ouve a minha oração, e chegue até Vós o meu clamor: não afasteis de mim a vossa face.
(M.Q. pg.390)

REENCONTRANDO O LATIM (LXXXV)

(Ps. 33, 18-ib.2)
Clamavérunt justi, et Dóminus exaudívit eos: et ex ómnibus tribulatiónibus eórum liberávit eos. Ps. Benedícam Dóminum in omni témpore; semper laus ejus in ore meo.

Clamaram os Justos, e o Senhor os ouviu: e de toda as sua tribulações os livrou. Ps. Louvarei ao Senhor em todo o tempo; seu louvor está sempre em minha boca.
(M.Q. pg. 802)

REENCONTRANDO O LATIM (LXXXIII)

(Apoc. 3, 20)
Ecce, sto ad óstium et pulso: si quis audíerit vocem meam, et aperúerit mihi jánuam, intrábo ad illum, et cenábo cum illo, et ipse mecum.

Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e me abrir a porta, entrarei em sua casa, com ele tomarei a ceia e ele comigo.
(M.Q. pg. 798)

REENCONTRANDO O LATIM (LXXXII)

Spera in Dómino et fac bonitátem in divíttis ejus. Delectáre in Dómino, et dabit tibi petitiónes cordis tui; revela Dómino viam tuam et spera in eum, et ipse fáciet.

Põe a tua mão no Senhor e faze o que é bom; e dominarás a terra e te alimentarás com suas riquezas. Alegra-te no Senhor, e Ele satisfará as aspirações de teu coração. Manifesta ao Senhor os teus caminhos e nele confia: e Ele cuidará de ti.
(Ps. 36, 3-5 M.Q. pg. 767)

REENCONTRANDO O LATIM (LXXXI)

(Ps. 101, 2-5 et 14)
Dómine, exáudi oratiónem meam, et clamor meus ad te véniat. Ne avértas fáciem tuam a me: in quacúmque die tríbulor, inclina ad me aurem tuam. In quacúmque die invocávero te, velóciter exáudi me. Quia defecérunt sicut fumus dies mei: et ossa mea sicut in frixório confríxa sunt. Percússus sum sicut foenum, et áruit cor meum: quia oblítus sum manducáre panem meum. Tu exsurgens, Dómine, miseréberis Sion: quia venit tempus miserándi ejus.

Senhor, ouvi a minha oração e chegue até vós o meu clamor. Não desvieis de mim o vosso rosto. Em qualquer dia de tribulação para mim, inclinai a mim o vosso ouvido. Em qualquer dia em que Vos invocar, atendei-me prontamente. Porque os meus dias evolaram-se como a fumaça, e os meus ossos secaram como em fornalha. Batido fui como o feno e o meu coração entibiou-se, porque me esqueci de comer o meu pão. Levantando-Vos, Senhor, tereis piedade de Sião, porque a hora é chegada de Vos compadecerdes de sua desgraça.
(M.Q. pg. 379)

REENCONTRANDO O LATIM (LXXX)

(Ps. 142, 9-10)
Eripe me de inimícis meis, Dómine: ad te confúgi; doce me fácere voluntátem tuam: quia Deus meus es tu.

Livrai-me de meus inimigos Senhor, junto de Vós me refugio; ensinai-me a fazer a vossa vontade, porque Vós sois o meu Deus.
(M.Q. pg. 362)

REENCONTRANDO O LATIM (LXXIX)

(Ps. 68, 21-22)
Impropérium exspectávit cor meum, et misériam: et sustínui qui simul mecum contristarétur, et non fuit: consolántem me quaesívi, et non invéni: et dedérunt in scam meam fel, et in siti mea potavérunt me acéto.

Meu coração só guarda impropérios e miséria: esperei que alguém se entristecesse comigo, e ninguém houve: procurei quem me consolasse e não encontrei: por alimento eles me deram fel, e em minha sede, com vinagre me abeberaram.
(M.Q. pg. 359)

REENCONTRANDO O LATIM (LXXVIII)

(Ps. 24, 1-3)
Ad te, Dómine, levávi animam meam: Deus meus, in te confído, non erubéscam: neque irrídeant me inimíci mei: étenim univérsi, qui te exspéctant, non confundéntur.

A Vós, Senhor, elevo a minha alma. O meu Deus, em Vós confio, não serei envergonhado. Não se riam de mim os meus inimigos, porque todos os que em Vós esperam, não serão confundidos.
(M.Q. pg. 170)

REENCONTRANDO O LATIM (LXXVII)

(Ps. 29, 2-3)
Exaltábo te, Dómine, quóniam suscepísti me, nec delectásti inimícos meos super me: Dómine, clamávi ad te, et sanásti me.

Exaltar-Vos-ei, Senhor, porque me recebestes e não deixastes que os meus inimigos se alegrassem à minha custa. A Vós, clamei, Senhor, e me curastes.
(M.Q. pg. 167)

REENCONTRANDO O LATIM (LXXVI)

IMPOSIÇÃO DAS CINZAS

Memento, homo, quia pulvis es, et in púlverem revertéris.

Lembra-te, ó homem, que és pó, e em pó te hás de tornar.

(Joel, 2, 13)

Immentémur hábitu, in cínere et cilício: jejunémus, et plorémus ante Dóminum: quia multum miséricors est dimíttere peccáta nostra Deus Noster.

Mudemos de vestimenta e cubramo-nos com a cinza e o cilício: jejuemos e choremos diante do Senhor, pois nosso Deus é muito misericordioso e pronto a perdoar os nosso pecados.
(M.Q. pg. 163)

REENCONTRANDO O LATIM (LXXV)

(Ps. 42, 4)
Introíbo ad altáre Dei, ad Deum, qui laetíficat juventútem meam.

Eu venho ao altar de Deus, ao Deus que alegra a minha juventude.
(M.Q. pg. 155)

Oratio
Preces nostras, quaesumus, Dómine, cleménter exáudi: atque, a peccatórum vínculis absolutos, ab omni nos adversitáte custódi. Per. D.N.

Senhor, nós Vos suplicamos que atendais benigno às nossas preces, e, libertados dos laços do pecado, nos preserveis de toda a adversidade. Por N.S.
(M.Q. pg. 156)

REENCONTRANDO O LATIM (LXXIV)

(Ps. 59,4 et 6)
Commovísti, Dómine, terrram, et conturbásti eam. Sana contritiónes ejus, quia mota est. Ut fúgiant a fácie arcos: ut liberéntur elécti tui.

Vós, Senhor, abalastes a terra e a fizestes estremecer. Fechai suas fendas, porque está a desmoronar. Para que escapem às flechas vingadoras: para que vossos eleitos sejam livres.
(M.Q. pg. 153)

REENCONTRANDO O LATIM (LXXIII)

(Ps. 82, 19 et 14)
Sciant gentes, quóniam nomen tibi Deus: tu solus Altíssimus super omnem terram. Deus meus, pone illos ut rotam, et sicut stípulam ante fáciem venyi.

Saibam os povos que o vosso Nome é Deus: somente Vós sois o Altíssimo sobre toda a terra. Meu Deus, fazei-os semelhantes à folhagem e à palha que o vento leva.
(M.Q. pg. 153)

REENCONTRANDO O LATIM (LXXII)

(Ps. 30, 17-18)
Illúmina fáciem tuam super servum tuum, et salvum me fac in tua misericórdia: Dómine, non confúndar, quóniam invocávi te.

Fazei a vossa face resplandecer sobre o vosso servo, e salvai-me por vossa misericórdia. Senhor, não serei confundido, porque Vos invoquei.
(M.Q. pg. 150)

REENCONTRANDO O LATIM (LXXI)

(Ps. 129, 1-4)
De profúndis clamávi ad te, Dómine: Dómine , exáudi vocem meam: Fiant aures tuae intendéntes in oratiónem servi tui. Si iniquitátes observáveris, Dómine: Dómine, quis sustinébit? Quia apud te propitiátio est, et propter legem tuam sustínui te, Dómine.

Das profundezas do abismo, eu clamo a Vós, Senhor! Senhor, escutai a minha voz. Estejam os vossos ouvidos atentos à oração de vosso servo. Se observardes, Senhor, as nossas iniqüidades, Senhor, quem subsistirá? Porque Vós amais o perdão e por causa de vossa lei, em Vós espero, Senhor.
(M.Q. pg.148)

REENCONTRANDO O LATIM (LXX)

Oratio:
Preces pópuli tui, quaesumus, Dómine, cleménter exáudi: ut qui juste pro peccátis nostris afflígimur, pro tui nóminis glória misericórditer liberémur. Per D. N.

Nós Vos suplicamos, Senhor, que escuteis, clemente, as preces de vosso povo, a fim de que, para a glória de vosso Nome misericordiosamente sejamos livres dos males com que vossa justiça nos aflige pelo nossos pecados. Por N. S.
(M.Q. pg. 146)

REENCONTRANDO O LATIM (LXIX)

(Ps. 101, 16-17)
Timébunt gentes nomen tuum, Domine: et omnes reges terrae gloriam tuam. Quóniam aedificávit Dóminus Sion, et vidébitur in majestáte sua.

As nações temem o vosso Nome, Senhor, e todos os reis da terra, a vossa glória. Porque o Senhor edifica Sião: e se manifesta em sua majestade.
(M.Q. pg. 143)

REENCONTRANDO O LATIM (LXVIII)

(Ps. 117, 16 et 17)
Déxtera Dómini fecit virtútem, déxtera Dómini exaltávit me: non móriar, sed vivam, et narrábo ópera Dómini.

A Destra do Senhor mostra o seu poder, a Destra do Senhor me exalta: não morrerei, mas viverei e contarei as obras do Senhor.
(M.Q. pg. 135)

REENCONTRANDO O LATIM (LXVII)

Oratio: Domine Jesu Christe, qui Maríae et Joseph súbditus, domesticam vitam ineffabílibus virtútibus consecrásti: fac nos, utriúsque auxílio, Famíliae sanctae tuae exémplis ínstrui; et consórtium cónsequi sempitérnum: Qui vivis.

Oração: Senhor, Jesus Cristo, que por vossa submissão a Maria e José, consagrastes a vida doméstica com a prática de virtudes inefáveis, fazei que, auxiliados por vossos pais, sejamos instruídos como os exemplos de vossa Santa Família e cheguemos a participar da eterna felicidade. Vós, que, sendo Deus, viveis e renais.
(M.Q. pg. 121)


REENCONTRANDO O LATIM (LXVI)

(Sap. 3, 1, 2 et 3)
Justórum ánimae in manu Dei sunt: et non tanget illos torméntum malítiae. Visi sunt óculis insipiéntium mori: illi autem sunt in pace.

As almas dos Justos estão nas mãos de Deus e os tormentos dos maus não os tocarão. Aos olhos dos insensatos pareciam quase morrer; todavia estão em paz.
(M.Q. pág. 751)

REENCONTRANDO O LATIM (LXV)

Oratio:
Propítius esto, Dómine, supplicatiónibus nostris: et, pópuli tui oblatiónibus precibúsque suscéptis, ómnium nostrum ad te corda convérte; ut, a terrénis cupiditátibus liberati ad caeléstia desidéria transeámus. Per D. N.

Oração:
Senhor, sede propício às nossas súplicas e, recebendo as ofertas e orações de vosso povo, convertei a Vós os nosso corações, para que, livres dos gozos terrenos, nos elevemos aos desejos do céu. Por N. S.
(M.Q. pág. 669)

REENCONTRANDO O LATIM (LXIV)

(Ps. 129, 1-2)
De profúndis clamávi ad te Dómine: Dómine, exáudi oratiónem meam: de profúndis clamávi ad te, Dómine.

Das profundezas do abismo, eu clamo a Vós, Senhor! Senhor, atendei à minha oração. Das profundezas do abismo, eu clamo a Vós, Senhor.
(M.Q. pág. 663)

REENCONTRANDO O LATIM (LXIII)

(Ps. 16, 6)
Ego clamávi, quóniam exaudísti me, Deus: inclina aurem tuam et exáudi verba mea.


Eu clamei por Vós, ó Deus, pois Vós me ouvis: inclinai os vossos ouvidos e atendei às minha súplicas.
(M.Q. pág. 660)

REENCONTRANDO O LATIM (LXII)

(Ps. 89, 1-2)
Domine, refúgium factus esnobis, a generatióne et progênie. Priúsquam montes fíerent aut formarétur terra et orbis: a saeculo et usque in saeculum tu es, Deus.

Senhor, fostes o nosso refúgio de geração em geração. Antes que as montenhas fossem criadas ou se formasse a terra e o mundo, desde toda a eternidade, e por todos os séculos, Vós sois, ó Deus.
(M.Q. pág. 655)

REENCONTRANDO O LATIM (LXI)

(Ps. 144, 15-16)
Oculi ómnium in te sperant, Domine: et du das illis escam in témpore opportúno. Aperis tu manum tuam: et imples omne animal benectióne.

Os olhos de todos em Vós esperam, Senhor, e Vós lhe dais alimento a seu tempo. Abris a vossa mão e encheis de bênçãos todos os viventes.
(M.Q. pág. 652)

REENCONTRANDO O LATIM (LX)

Oratio: Lárgire, quesumus, Domine, fidélibus tuis indulgéntiam placátus et pacem: ut páriter ab ómnibus mundéntur offénsis et secura tibi mente desérviant. Per D. N.

Oração: Concedei-nos, Senhor, benignamente a vossos fiéis o perdão e a paz, para que sejam purificados de toda culpa, e Vos sirvam com firme confiança. Por N.S.

REENCONTRANDO O LATIM (LIX)

Oratio: Haec múnera, quaesumus, Domine, quae óculis tuae majestátis offérimus, salutária nobis esse concéde. Per D. N.

Oração: Nós Vos suplicamos, Senhor, permiti que estas ofertas que apresentamos aos olhos de vossa Majestade, sejam úteis para a nossa salvação. Por N. S.
(M.Q. pág. 650)

REENCONTRANDO O LATIM (LVIII)

Oratio:
Omnípotens et miséricors Deus, universa nobis adversántia propitiátus exclúde: ut mente et córpore páriter expedíti, quae tua sunt, líberis méntibus exsequámur. Per D.N.

Oração:
O Deus, onipotente e misericordioso, afastai benignamente de nós todas as adversidades a fim de que, desembaraçados de alma e corpo, com liberdade de espírito possamos dedicar-nos a vosso serviço. Por N.S.
(M.Q. pág.648)

REENCONTRANDO O LATIM (LVII)

Oratio:
Dírigat corda nostra, quae sumus, Domine, tuae miseratiónis operátio: quia tibi sine te placére non póssumus. Per D. N.

Oração:
Dignai-Vos, Senhor, dirigir os nossos corações por vossa misericórdia, porque sem Vós não podemos Vos agradar. Por N.S.
(M.Q. pág. 645)

REENCONTRANDO O LATIM (LVI)

(Ps. 118, 22 et 24)
Aufer a me oppróbrium et contémptum, quia mandáta tua exquisívi, Domine: nam et testimónia tua meditátio meã est.

Livrai-me, Senhor, do opróbrio e do desprezo, porque obedeci a vossos mandamentos; pois vossos preceitos são assunto de minha meditação.
(M.Q. pág. 635)

REENCONTRANDO O LATIM (LV)

(Ps. 112, 5-7)
Quis sicut Dóminus, Deus noster, qui in altis hábitat, et humília réspicit in caelo et in terra? Súscitans a terra ínopem et de stércore érigens páuperem.

Quem é como o Senhor, nosso Deus, que habita nas alturas e vê o que é humilde no céu e na terra? Ao fraco Ele levanta da terra e ao pobre Ele ergue do pó.
(M.Q. pág. 629)

REENCONTRANDO O LATIM (LIV)

Paulo autem appellante, ut servaretur ad Augusti congnitionem, iussi servari eum, donec mittam eum ad Caésarem. Agrippa autem ad Festum: Volebam et ipse hóminem audire!. Cras, inquit, audies eum.


Como Paulo apelasse, pedindo que o reservassem para a decisão de Augusto, mandei que o guardassem até o enviar a César. Agripa então disse a Festo: Eu também queria ouvir esse homem!. Amanhã o ouvirás – respondeu ele.

(Act 25, 21-22, Bíblia Sagrada)


REENCONTRANDO O LATIM (LIII)

Oratio:
Majestátem tuam, Domine, supplíciter deprecámur: ut haec sancta, quae gérimus, et a praetéritis nos delíctis éxuant et futúris. Per D.N.

Oração:
Senhor, humildemente suplicamos à vossa Majestade que estes santos Mistérios que celebramos nos livrem das culpas passadas e nos preservem das futuras. Por N.S.
(M.Q. pag.627)

REENCONTRANDO O LATIM (LII)

(Ps. 101, 16-17)
Timébunt gentes nomen tuum, Domine, et omnes reges terrae gloriam tuam. Quóniam aedificátiv Dóminus Sion, et vidébitur in majestáte sua.

Senhor, as nações temerão o vosso Nome, e todos os reis da terra, a vossa glória. Porque o Senhor edificou Sião e será visto em toda a sua majestade.

(Os. 97, 1)
Cantáte Dómino cánticum novum: quia mirabília fecit Dóminus. Allelúia.

Cantai ao Senhor um cântico novo: porque o Senhor fez maravilhas. Aleluia.
(M.Q. pág. 622)

REENCONTRANDO O LATIM (LI)

Oratio: Omnípotens sempitérne Deus, qui, abundántia pietátis tuae, et mérita súpplicum excédis et vota: effúnde super nos misericórdiam tuam ; ut dimíttas quae consciéntia métuit, et adjícias quod orátio non praesúmit. Per D.N.


Oração: O Deus, eterno e onipotente, que pela abundância de vossa bondade excedeis os méritos e os desejos dos suplicantes, derramai sobre nós a vossa misericórdia ; perdoai o que a nossa consciência teme, e acrescentai o que não ousamos pedir. Por N.S.
(M.Q. pg. 604)

REENCONTRANDO O LATIM (L)


Ad te, Domine, levávi animam meam: Deus meus, in te cofído, non erubéscam: neque irrídeant me inimíci mei: étenim univérsi, qui te exspéctant, non confundéntur.

A Vós, Senhor, elevo a minha alma; meu Deus em Vós confio, não serei envergonhado. Não se riam de mim os meus adversários, porque todos os que em Vós esperam, não serão confundidos.
(Os.24,1-3 M.Q. pg. 603)


REENCONTRANDO O LATIM (XLIX)


Oratio:
Páteant aures misericórdiae tuae, Dómine, précibus supplicántium: et, ut peténtibus desideráta concédas; fac eos, quae tibi sunt plácita, postuláre. Per D.N.

Oração:
Abri, Senhor, os ouvidos de vossa misericórdia às preces de vossos servos suplicantes, e, para que aos seus rogos concedais o que desejam, fazei que somente peçam o que for de vosso agrado. Por N.S.
(M.Q. pg. 598)


REENCONTRANDO O LATIM (XLVIII)

Oratio:
Largíre nobis, quaesumus, Dómine, semper spíritum cogitándi quae recta sunt, propítius et agéndi: ut, qui sine te esse non póssumus, secúndum te vívere valeámus. Per D.N.

Oração:
Concedei-nos propício, Senhor, que sempre pensemos o que é reto e o pratiquemos, para que, não podendo viver sem Vós, vivamos conforme a vossa vontade. Por N.S.
(M.Q. pg. 595)

REENCONTRANDO O LATIM (XLVII)

(Ps. 68,21)
Impropérim exspectávit Cormeum et misériam: et sustínui, qui simul mecum contristarétur, et non fuit: consolántem me quaesivi, et non invéni.

Meu coração só espera afronta e misérias. Esperei que alguém se contristasse comigo e ninguém houve; procurei quem me consolasse e não encontrei.
(M.Q. pg. 574)

REENCONTRANDO O LATIM (XLVI)

(Ps. 114,15-16)
Oculi ómnium in te sperant, Domine: et tu das illis escam in témpore opportúno. Aperis tu manum tuam: et imples omne ánimal benedictióne.

Os olhos de todos em Vós esperam, Senhor, e Vós lhes dais o alimento a seu tempo. Abris a vossa mão e encheis de bênçãos tudo o que é vida.
(M.Q. pg. 565)

REENCONTRANDO O LATIM (XLV)

Oratio:
Deus, qui nobis sub Sacramento mirábili passiónis tuae memóriam reliquísti: tríbue, quaesumus, ita nos Córporis et Sánguinis tui sacra mystéria venerári: ut redemptiónis tuae fructum in nobis júgiter sentiámus: Qui vivis et regnas.

Oração:
O’ Deus, que neste admirável Sacramento nos deixastes um memorial de vossa Paixão, concedei, Vos pedimos, que de tal sorte veneremos os sagrados Mistérios de vosso Corpo e de vosso Sangue que sempre sintamos em nós o fruto de vossa Redenção. Vós, que, sendo Deus, viveis e reinais.
(M.Q. pg. 564)


REENCONTRANDO O LATIM (XLIV)

Oratio :
Omnípotens sempitérne Deus, qui didísti fámulis tuis in confessióne verae fídei, atérnae Trinitátis gloriam agnóscere, et in poténtia majestátis adoráre Unitátem: quaesumus; ut, ejúsdem fídei firmitáte, ab ómnibus semper muniámur advérsis. Per D.N.

Oração:
Onipotente e eterno Deus, que concedestes a vossos servos conhecer na confissão da verdadeira fé a glória da eterna Trindade, e adorar a sua Unidade no poder da Majestade, fazei, Vos pedimos, que, pela firmeza desta mesma fé, sejamos protegidos contra todas as adversidades. Por N.S.
(M.Q. pg. 557)


REENCONTRANDO O LATIM (XLIII)

Oratio:
Deus, qui tribus pueris mitigásti flammas ígnium: concede propítius; ut nos fámulos tuos non exúrat flamma vitiórum. Per D.N.

Oração:
O’ Deus, que aos três jovens Hebreus suavisastes o calor das chamas da fornalha, concedei propício que a nós, vossos servos, não abrase a chama dos vícios. Por N.S.
(M.Q. pg. 554)


REENCONTRANDO O LATIM (XLII)

Oratio:
Méntibus nostris, quaesumus, Dómine, Spíritum Sanctum benígnus infúnde: cujus et sapiéntia cónditi sumus, et providéntia gubernámur. Per Dóminum...in unitáte ejúsdem Spíritus Sancti.

Oração:
Nós Vos suplicamos, Senhor, dignai-Vos infundir em nossas almas o Espírito Santo, cuja Sabedoria nos criou e cuja Providência nos governa. Por N.S....em união com o mesmo Espírito Santo.
(M.Q. pag. 550)


REENCONTRANDO O LATIM (XLI)

Oratio:
Deus, qui (hodiérna die) corda fidélium Sancti Spíritus illustratióne ducuísti: da nobis in eódem Spíritu recta sápere; et de ejus semper consolatióne gaudére. Per Dóminum... in unitáte ejúsdem Spíritus Sancti.

Oração:
O’ Deus, que (neste dia) esclareceste os corações dos fiéis com as luzes do Espírito Santo, concedei-nos a graça de amarmos neste mesmo Espírito o que é reto e de sempre nos alegrarmos com a sua consolação. Por N.S. ... em união com o mesmo Espírito Santo.
(M.Q. pg. 531)


REENCONTRANDO O LATIM (XL)

Oratio:
Praesta, quaesumus, omnípotens Deus: ut claritátis tuae super nos spléndor effúlgeat; et lux tuae lucis corda córum, qui per grátiam tuam renáti sunt, Sancti Spíritus illustratióne confírmet. Per Dóminum... in unitáte ejúsdem Spíritus Sancti.

Oração:
Nós Vos suplicamos, ó Deus onipotente, fazei que sobre nós brilhe o esplendor de vossa claridade, e que o fulgor de vossa Luz, pela iluminação do Espírito Santo, fortaleça os corações daqueles que renasceram por vossa graça. Por N.S. ... em união com o mesmo Espírito Santo.
(M.Q. pg. 524)


REENCONTRANDO O LATIM (XXXIX)

Regnávit Dóminus super omnes gentes: Deus sedet super sedem sanctam suam. Alellúia. (Jo. 14 18) Non vos relínquam órphanos: vado, et vénio ad vos, et gaudébit cor vestrum. Allelúia.

O Senhor reina sobre todas as nações; Deus está assentado em seu trono santo. Aleluia. Não vos deixarei órfãos; vou e venho a vós, e o vosso coração se alegrará, Aleluia.
(M.Q. pg. 520)


REENCONTRANDO O LATIM (XXXVIII)

I- Ascéndit Deus in jubilatióne, et Dóminus in voce tubae, allelúia.
Deus subiu entre aclamações de júbilo, e o Senhor, ao som da trombeta, aleluia.
(Os. 46,6 M.Q. 518)

Oratio:
II- Omnípotens sempitérne Deus: fac nos tibi semper et devotam gérere volumtátem; et majestáti tuae sincero corde servíre. Per D.N.

Oração:
Onipotente e eterno Deus, fazei que a nossa vontade seja sempre favorosa para convosco, e com um coração sincero sirvamos à vossa majestade. Por N.S.
(M.Q. 519)


REENCONTRANDO O LATIM (XXXVII)

In die solemnitátis vestrae, dicit Dóminus, indúcam vos in terram fluéntem lac et mel, allelúia.
No dia de vossa festa solene, diz o Senhor, eu vos introduzirei na terra, onde corre o leite e o mel, aleluia.
(Ex. 13,5 M.Q. pg. 486)


REENCONTRANDO O LATIM (XXXVI)

Haec dies, quam fecit Dóminus: exsultémus et laetémur in ea. Lapidem, quem reprobavérunt aedificántes, hic factus est in caput ánguli: a Dómino factum est istud, et est mirábile in óculis nostris. Allelúia, allelúia. Surréxit Christus, qui creávit ómnia: et misértus est humano géneri.

Este é o dia quem o Senhor fez; exaltemos e alegramo-nos nele. A pedra que os construtores rejeitaram, tornou-se a pedra angular; esta é a obra do Senhor e é coisa admirável a nossos olhos. Aleluia, aleluia. Ressuscitou o Cristo que fez todas as coisas e teve piedade do gênero humano.
(Os. 117, 24 et 22-23, M.Q. pg 485)


REENCONTRANDO O LATIM (XXXV)

Portas caeli apéruit Dóminus: et pluit illis manna, ut éderent: panem caeli dedit eis, panem Angelórum manducávit homo, allelúia.
O Senhor abriu as portas do céu, e fez chover sobre eles maná para comerem; deu-lhes um pão do céu; e o homem comeu o pão dos Anjos, aleluia.
(Ps. 77,23-25, M.Q. pg 482)


REENCONTRANDO O LATIM (XXXIV)

Allelúia, allelúia. Angelus Dómini descendit de caelo: et accédens revólvit lápidem, et sedébat super eum.

Aleluia, aleluia. Um anjo do Senhor desceu do céu, e, chegando-se, afastou a pedra e sentou-se sobre ela.

(Matth. 28,2. M.Q. pg 473)

Angelus Dómini descéndit de caelo, et dixit muliéribus: Quem quaeritis, surréxit, sicut dixit, allelúia.

Um anjo do Senhor desceu do céu e disse às mulheres: Aquele a quem buscais, ressuscitou, como havia dito, aleluia.

(Matth. 28,2,5 et 6. M.Q. pg 475)


REENCONTRANDO O LATIM (XXXIII)

Et cum facta esset hora, discúbuit, et duódecim Apóstoli cum eo. Et ait illis: Desidério desidéravi hoc pascha manducáre vobíscum, ántequam patiar.Dico enim vobis, quia ex hoc non manducábo illud, donec impleátur in regno Dei.

E chegada a hora, Ele se pôs à mesa, com os doze Apóstolos. E disse-lhes: Desejei vivamente comer convosco este cordeiro pascal, antes de padecer. Digo-vos, pois que não mais o comerei até que isto se realize no reino de Deus.


REENCONTRANDO O LATIM (XXXII)


Confitébor tibi, Domine, in toto corde meo: retríbue servo tuo: vivam, et custodiam sermónes tuos: vivifica me secúndum verbum tuum, Domine.
Senhor, eu Vos louvo com todo o meu coração; beneficiai o vosso servo para que viva e observe os vossos preceitos. Daí-me vida nova, Senhor, segundo a vossa promessa.
(Os. 118,17 et 107)


REENCONTRANDO O LATIM (XXXI)

Visionem, quam vidístis, némini dixéritis, donec a mórtuis resúrgat Fílius hóminis.
A ninguém digais a visão que tivestes, até que o Filho do homem ressuscite dentre os mortos.

(M.Q. Matth. 17,9 [pag 978])

REENCONTRANDO O LATIM (XXX)

Memento homo quia pulvis es , et in púlverem revertéris.
Lembra-te homem , que és pó em pó te as tornar.

REENCONTRANDO O LATIM (XXIX)

Psalmus 129 – De profúndis clamávi ad te, Domine: * Domine, exáudi vocem meam: Fiant aures tuae intendentes, * in vocem deprecatiónis meae. Si iniquitátes observáveris, Domine: * Domine, quis sustinébit? Quia apud te propitiátio est: * et propter legem tuam sustínui te, Dómine. Sustínui anima mea in verbo ejus: * sperávit anima mea in Dómino. A custódia matutina usque ad noctem: * speret Israël in Dómino. Quia apud Dóminum misericórdia: * et copiosa apud eum redémptio. Et ipse rédimet Israël, * ex ómnibus iniquitátibus ejus.
SALMO CXXIX – Desde o mais profundo clamei a ti, Senhor; Senhor, ouve a minha voz; estejam atentos os teus ouvidos à voz da minha súplica. Se examinares, Senhor, as nossas maldades, quem, Senhor, poderá subsistir (em tua presença)? Mas em ti se acha a clemência, e por causa da tua lei pus em ti, Senhor, a minha confiança. A minha alma está confiada na sua palavra; a minha alma esperou no Senhor. Desde a vigília da manhã até à noite, espere Israel no Senhor; Porque no Senhor está a misericórdia, e há nele copiosa redenção. E ele mesmo redimirá Israel de todas as suas iniqüidades.

REENCONTRANDO O LATIM (XXVIII)

Symbolum Apostolorum (Símbolo dos Apostolos, Credo). Credo in Deum, Patrem omnipoténtem, Creatórem caeli et terrae. Et in Jesum Christum, Fílium ejus únicum, Dóminum nostrum: qui concéptus est de Spíritu Sancto, natus ex Maria Vírgine, passus sub Póntio Pilátio, crucifíxus, mórtuus, et sepúltus: descéndit ad ínferos; tértia die resurréxit a mórtuis; ascéndit ad caelos; sedet ad déxteram Dei Patris omnipoténtis: inde ventúrus est judicáre vivos et mórtuos. Credo in Spíritum Sanctum, sanctam Ecclésiam cathólicam, Sanctórum communiónem, remissiónem peccatórum, carnis ressuctiónem, vitan aetérnam. Amen. (Breviarium Romanum)


REENCONTRANDO O LATIM (XXVII)

Tu es Petrus, et super hanc petram aedificábo Ecclésiam meam: et portae inferi non praevalébunt advérsus eam: et tibi dabo claves regni caelórum.
Tu és Pedro,e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela. E eu te darei as chaves do Reino dos céus. (M.Q. , pg. [749] )


REENCONTRANDO O LATIM (XXVI)

Véritas mea: Véritas mea et misericórdia mea cum ipso: et in nómine meo exaltábitur cornu ejus.
Minha fidelidade: Minha fidelidade e minha misericórdia estarão com ele e em meu Nome se levantará o seu poder. (M.Q. , pg. [888] )



Fidélis servus: Fidélis servus et prudens, quem constítuit dóminus super famíliam suam: ut det illis in témpore trítici mensúram.
Eis o servo fiel: Eis o servo fiel e prudente, que o senhor pôs à frente de sua família, para dar o pão a cada um, a seu tempo. ( M.Q. , pg. [888] )


REENCONTRANDO O LATIM (XXV)

Confíteor: Confíteor Deo omnipoténti, beátae Maríae semper Vírgini,beato Michaéli Archángelo,beato Joánni Baptístae, sanctis Apóstolis Petro et Paulo, ómnibus Sanctis, et tibi Pater: quia peccávi nimis, congitióne, verbo et ópere: meã culpa, meã culpa, meã máxima culpa. Ideo précor beátam Maríam semper Vírginem, beátum Michaélem Archángelum, beátum Joánnem Baptístam, sanctos Apóstolos Petrum et Paulum, omnes Sanctos, et te, Pater,oráre pro me ad Dóminum,Deum nostrum.
Confesso: Eu me confesso a Deus Todo poderoso,à Bem-aventurada sempre Virgem Maria, ao bem-aventurado S. Miguel Arcanjo, ao bem-aventurado S. João Batista, aos santos Apóstolos Pedro e Paulo, a todos os Santos, e a vós, Padre, que pequei muitas vezes, por pensamentos, palavras e obras, por minha culpa, minha culpa, minha máxima culpa. Portanto, rogo à Bem-aventurada sempre Virgem Maria, ao bem-aventurado S. Miguel Arcanjo, ao bem-aventurado S. João Batista, aos santos Apóstolos Pedro e Paulo, a todos os Santos, e a vós, Padre, que rogueis por mim a Deus, Nosso Senhor.

REENCONTRANDO O LATIM (XXIV)

Justítiae Dómini rectae , laetificántes corda , et judícia ejus dulcióra super mel et favum : nam et servus tuus custódit ea.
As leis do Senhor são justas e alegram os corações e seus juízos são mais doces que o mel e o favo ; por isso vosso servo os guarda. (M.Q. , pg. 600)

Deus , qui nos patrem et et matrem honoráre praecepísti : miserere cleménter animábus , patris et matris meae , eorúmque peccáta dimítte ; meque eos in aetérnae claritátis gáudio fac vidére.
O’ Deus , que nos ordenastes honrássemos os nossos pais , tende piedade , por vossa clemência , de alma de meu pai e de minha mãe , perdoai-lhes os seus pecados e permiti também , que eu possa um dia encontrá-los nas alegrias da luz eterna.(M.Q. , pg. [186] – Oração para pais falecidos).

Gubérna quaesumus , Dómine , temporálibus aliméntis : quos dignáris aetérnis informáre mystériis.
Nós Vos suplicamos , Senhor , concedei os alimentos temporais àqueles a quem benignamente destes a graça pelos mistérios eternos.(M.Q. ,pg. [150]).

Dixit ei Jesus : Ego sum resurréctio et vita : qui credit in me , étiam si mortuus fuérit vivet : et omnis , qui vivit et credit in me , non moriétur in aetérnum.
Jesus lhe replicou : Eu sou a ressurreição e a Vida. O que crê em mim , ainda que esteja morto , viverá ; e o que vive e crê em mim , não morrerá eternamente. (M.Q. , pg.[174]).

Fraters : Nemo nostrum sibi vivit , et nemo sibi móritur. Sive enim vívimus , Dómino vívimus : sive mórimur . Sive ergo vívimus , sive mórimur , Dómino mórimur.Sive ergo vívimus, sive mórimur, Dómini sumus. In hoc enim Christus mórtuus est et resurréxit : ut et mortuórum et vivórum dominétur.
Irmãos : Nenhum de nós vive para si , e nenhum de nós morre para si. Porque , vivendo , vivemos para o Senhor , e morrendo , para o Senhor morremos.Ou vivamos , pois ou morramos , sempre somos do Senhor. Porque para isso é que Jesus Cristo morreu e ressuscitou, para ser Senhor dos vivos e dos mortos.(M.Q. , pg. [137]).

Dómine , memorábor justíciae tuae solíus : Deus ,docuísti me a juventúte mea : et usque in senéctam et sénium , Deus , ne derelínquas me.
Estou lembrado , Senhor , de vossa fidelidade . Vós sois meu guia , ó Deus , desde a minha juventude . Não me abandoneis , ó Deus , até os últimos dias da minha velhice.(M.Q. , pg. [139].)

Deus , qui de vivis et eléctis lapídibus aetérnum majestáti tuae preparas habitáculum : auxiliáre pópulo tuo supplicánti ; ut , quod Ecclésiae tuae corporálibus próficit , spátis , spirituálibus amplificétur augméntis.
O’ Deus que de pedras vivas e escolhidas , preparais uma morada eternal para vossa Majestade , auxiliai o vosso povo suplicante, a fim de que a vossa Igreja cresça em bens espirituais , assim como progride em espaço material.( M.Q. , pg. [ 88 ] ).

Tua , Dómine , propitiatióne , et beátae Maríae sempre Vírginis intercessióne , ad perpétuam , atque praeséntem haec oblátio nobis profíciat prosperitátem et pacem.
Aproveite-nos , Senhor , esta oblação para nossa perpétua e presente paz e prosperidade , por vossa misericórdia e pela intercessão da Bem-aventurada sempre Virgem Maria.(M.Q. , pg. [98]).

Felix namque es , sacra Virgo María , et omni laude digníssima : quia ex et ortus est sol justítiae , Christus , Deus noster.
Sois feliz e digna de todo o louvor , ó santa Virgem Maria , pois de vós nasceu o sol da justiça , o Cristo , nosso Deus. (M.Q. , pg. [99]).

Domus mea domus oratiónis vocábitur , dicit Dóminus : in ea omnis , qui petit , áccipit ; et qui quaerit , ínvenit ; et pulsánti aperiétur.
Minha casa sera chamada de casa da oração , diz o Senhor . Todo aquele que pede, recebe ; o que procura , acha ; e ao que batye , abrir-se-á.
( Matth. 21 , 13 ). ( M.Q. , pg. [ 88 ] ).

Emítte Spíritum tuum , et creabúntur : et renovábis fáciem terrae . O quam bonus et suávis est , Dómine , Spíritus tuus in nobis : (Hic genufléctitur ). Veni , Sancte Spíritus , reple tuórum corda fidélium: et tui amóris in eis ignem accénde.
Enviai o vosso Espírito e tudo sera criado , e renovareis a face da terra . Oh! Como é bom e suave , Senhor , o vosso Espírito em nós ! (Aqui todos se ajoelham.) Vinde , ó Espírito Santo , enchei os corações de vossos fiéis , e acendei neles o fogo do vosso Amor.
( P s. 103 , 30 ). (M.Q. , pg. [106 ].)

Felix namque es , sacra Virgo María , et omni laude digníssima : quia ex et ortus est sol justítiae, Christus , Deus noster.
Sois feliz e digna de todo o louvor ; ó santa Virgem Maria , pois de vós nasceu o sol da justiça , o Cristo , nosso DEUS.
(M.Q. , pg. [98] ).

Stetit Angelus juxta aram temple , habens thuríbulum áureum in manu sua : et data sunt ei incense multa: et ascéndit fumus arómatum in conspectus Dei.
Junto ao Altar do templo estava um Anjo com um turíbulo de ouro em sua mão . Foram-lhe dados muitos perfumes subia até a presence de Deus.(M.Q. , pg. [102] ).

 

In illo témpore : Vidit Jesus Nathánael veniéntem ad se , et dicit de eo : Ecce vere Israelíta , in quo dolus non est.
Naquele tempo , viu Jesus a Natanael qua vinha a Ele , e disse ao seu respeito : Eis aí um verdadeiro Israelita , no qual não há dolo.
( Jo. 1, 47 – 51 ). (M.Q. , pg. [102] ).

Emítte Spíritum tuum et creabúntur : et renovábis fáciem terrae. O quam bonus et suávis est , Dómine , Spíritus tuus in nobis : (Hic genufléctitur ). Veni Sancte Spíritus reple tuorum corda fidélium : et tui amóris in eis ignem accénde.
Enviai o vosso Espírito e tudo sera criado , e renovareis a face da Terra. Oh! Como é bom e suave , Senhor , o vosso Espírito em nós! (Aqui todos se ajoelham ). Vinde , ó Espírito Santo , enchei os corações de vossos fiéis , e acendei neles o fogo de vosso Amor.
(P s. 103, 30 ). (M.Q. , pg. [106] ).

Deus , qui de viris et eléctis lapídibus aetérnum majestáti tuae praeparas habitáculum : auxiliáre pópulo tuo supplicánti ; ut , quod Ecclésiae tuae corporálibus próficit spátis , spirituálibus amplificétur augméntis.
O’ Deus , que de pedras vivas e escolhidas , preparais uma morada eternal para vossa Majestade auxiliai o vosso povo suplicante , a fim de que a vossa Igreja cresça em bens espirituais , assim como progride em espaço material. (M.Q. , pg. [88] ).

Domus mea domus oratiónis vocábitur , dicit Dóminus : in ea omnis , qui petit ,áccipit ; et qui quaerit , ínvenit ; et pulsánti paeriétur.
Minha casa sera chamada casa de oração , diz o Senhor. Todo aquele que pede , recebe ; o que procura , acha ; e o que bate , abrir-se-a. (M.Q. , pg. [88] ).

Bonum certámen certávi , cursum consummávi , fidem servávi.
Combati o bom combate ; terminei a minha carreira : guardei a fé.
( M.Q. , pg. [48] ).

Vos estis sal terrae . Quod si sal evanúerit , in quo saliétur ? Ad níhilum valet ultra , nisi ut mittátur foras , et conculcétur ab homínibus.
Vós sois o sal da terra. Se o sal perder a sua força ? Para nada mais presta , senão para ser lançado for a e pisado pelos homens.
(M.Q. , pg. [49] ).

Auxiliéntur nobis, Dómine, sumpta mystéria : et, intercedénte beáta N. Vírgine et Mártyre tua, sempitérna fáciant protectióne gaudére.
Ajudem-nos , Senhor , os Mistérios que acabamos de receber , e por intercessão de Santa N. , vossa Virgem e Mártir , nos façam gozar de sua constante proteção.(M.Q. , pg. [63]).


Non veni vocáre justos , sed peccatóres ad paeniténtiam.
Não vim chamar os justos à penitência , e sim , os pecadores.

Lucérna córporis tui est oculus tuus.
A luz do teu corpo é o teu olho.(M.Q. , pg. 1104).

Inclináte aurem vestram , et veníte ad me : audíte , et vivet anima
vestra .

Inclinai o vosso ouvido e vinde a mim ; escutai e vossa alma viverá.(M.Q. , pg. 1126).

Glóriam , Dómine , sanctorum Apostolórum tuórom Simónis et
Judae perpétuam venerántes : quaesumus ; u team, sacris mysteries expiáti , dígnius celebrémus.

Celebramos , Senhor , a eternal glória de vossos santos Apóstolos Simão e Judas , e Vos suplicamos que , purificados por estes santos Mistérios , mais dignamente os honremos.(M.Q. , pg.1092).


Póstula a me , et dabo tibi gentes hereditátem tuam , et
Possessiónem tuam terminus terrae.

Pede-me , e eu te darei as nações por tua herança , e estenderei o teu domínio até até os limites da terra. (Ps. 2 , 8). (M.Q., pg. 1086).

Providémus enim bona non solum coram Deo , sed étiam coram
Hominíbus.

Porque procuramos fazer o bem , não só diante de Deus , como também diante dos homens.(M.Q., pg. 1074).

Providémus enim bona non solum coram Deo , sed étiam coram
Hominíbus.

Porque procuramos fazer o bem , não só diante de Deus , como também diante dos homens.(M.Q., pg. 1074).

Pónite ergo in córdibus vestris non premeditári quemádmodum respondeátis.Ego enim dabo vobis os et sapiéntiam, cuia non póterunt resístere, et contradícere omnes adversárii vestri. Proponde, pois, em vossos corações não premeditar como haveis de responder,.Porque eu vos drei palavras e sabedoria a que todos vossos inimigos não poderão resistir nem contradizer.(M.Q. pg.24, após pg. 1134).

REENCONTRANDO O LATIM (XXII)

Béatus vir , qui non ábiit , in consílio impíorum , et in via
Peccátorum non stetit , et in cathedra pestiléntiae non sedit.

Bem aventurado , o homem que não se deixou lever as às reuniões dos maus , não se deteve na senda dos pecadores , nem da maldade.
(M.Q. , pg. 1078).

Quid prodérit , fratres mei, si fidem quis dicat se habére , ópera autem non hábeat? Numquid póterit fides salváre eum?
Que adianta a um homem , irmãos meus , dizer que tem fé , se não tem obras ? Acaso pode a fé salvá-lo? (M.Q. , pg. 1078).

Oculus fui caeco et pes laudo : pater eram páuperum.
Tenho sido olhos para ocego , e pé para o coxo. E tomei a mim ser o pai dos pobres.(Job. 29,14-16). (M.Q., pg. 1079).

Quae enim vidéntur , temporália sunt : quae autem non vidéntur ,
Aetérna sunt.

As coisas que se vêem são temporárias , e as que não se vêem são eternas. (M.Q., pg. 1064).

Providémus enim bona non solum coram Deo , sed étiam coram
Hominibus.

Porque procuramos fazer o bem , não só diante de Deus , como também diante dos homens. (M.Q., pg. 1074).

Angelis suis Deus mandávit de te , ut custódiant te in ómnibus viis
Tuis . In mánibus portábunt te , ne unquam offéndas ad lapidem pedem tuum.

Aos seus Anjos Deus ordenou que te guardassem , em todos os teus caminhos. Eles te conduzirão nas mãos para que o teu pé não se fira, encontrndo alguma pedra.
( Os. 90 , 11-12 ). (M.Q.).

Quod si audíeris vocem ejus et féceris ómnia , quae loquor ,
Inimícus erro inimícis tuis et affligam affligéntes te : praecedétque te Angelus meus.

Se escutas a sua voz e fazes o que eu ti digo , eu serei o inimigo dos teus inimigos e afligerei os que ti afligem , pois o meu Anjo caminha adiante de ti.
(M.Q.).

Domine , qui dixísti : Nisi efficiámini sicut párvuli , non intrábitis
In regnum caelórum.

Senhor , que dissestes : Se não vos tornardes semelhantes a estes pequeninos , não entrareis no Reino dos céus.
(M.Q.).

Quicúmque ergo humiliáverit se sicut párvulus iste , hic est major
In regno caelórum.

Quem se tornar , portanto , humilde como esta criança , esse é o maior no Reino dos céus.
(M.Q.).

In illo témpore : Accessérunt discípuli ad Jesum dicéntes : Quis , putas , májor est in regno caelórum?
Naquele tempo , chegaram-se a Jesus os discípulos com esta pergunta : Quem é o maior no Reino dos céus?
( Matth. 18 , 1-4 ). (M.Q.).

Deus , qui beátum Thoman Pontíficiem insígnis in páuperes , misericórdiae virtúte decorásti : quaesumus ; ut , ejus intercessióne, in omnes , qui te deprecántur , divítas misericórdiae tuae benígnus effúndas.
O’ Deus , que honrastes o santo Pontífice Tomaz com a virtude de uma extraordinária misericórdia para com os pobres , Vos rogamos que por sua intercessão benignamente derrameis sobre todos os que Vos suplicam as riquezas de vossa mesericórdia.
(M.Q.)

Angelis suis Deus mandávit de te , ut custódiant te in ómnibus viis tuis . In mánibus portábunt te , ne umquam offéndas ad lapidem pedem tuum.
Aos seus Anjos Deus ordenou que te guardassem , em todos os teus caminhos . Eles se conduzirão nas mãos para que o teu pé não se fira , encontrando alguma pedra .
(Ps . 90,11-12). (M.Q., pg. 1051).

Quod si audiéris vocem ejus et féceris ómnia , quae loquor , inimícis tuis et affligam affligéntes te : praecedétque te Angelus meus.
Se escutas a sua voz e fazes o que eu ti digo , eu serei o inimigo dos teus inimigos e afligirei os que te afligem , pois o meu Anjo caminha adiante de ti.
(Ex. 23 , 20-23). (M.Q., pg. 1051).

Per signum Crucis de inimícis nostris libera nos , Deus noster.
Pelo sinal da Cruz , livrai-nos , Deus nossos , de nossos inimigos.
( M.Q. , pg. 1032 ).

Os justi meditábitur sapiéntiam , et língua ejus loquetur judícium :
Lex Dei ejus in corde ipsíus . Os. Noli aemulári in malignántibus :
Neque zeláveris faciéntes iniquitátem .

A boca do justo fala a sabedoria e sua língua profere a equidade . A lei de seu Deus está em seu coração . Os. Não revalizes com os maus , nem tenhas inveja dos que praticam a iniqüidade.
( Os. 36 , 30- 31 – ib. 1 ). ( M.Q. , pg 1038 ).

Non veni vocáre justos , sed peccatóres ad paeniténtiam.
Não vim chamar os justos à penitência , e sim , os pecadores.
( Luc. 5 , 27-32 ). ( M.Q. , pg. 1038 ).

Hóstias , Dómine , quas nómini tuo sacrándas offérimus , apostólica prosequátur orátio : per quam nos expiáritríbuas et defendi .
Fazei , Senhor , que as orações de vossos Apóstolos acompanhem este Sacrifício que oferecemos ao vosso Nome , e que por ele protegidos , sejamos purificados de nossas culpas.
( M.Q. , pg. 916 ).

Quod dico vobis in ténebris , dícite in lúmine , dicit Dóminus : et
Quod in aure audítis , praedicáte super tecta.

O que vos digo nas trevas dizei-o à luz do dia , diz o Senhor ; e o que vos é dito ao ouvido , pregai-o de cima dos telhados.
( Matth. 10 , 27 ).

Quicúmque fécerit voluntátem Patris mei , qui in caelis est :
Ipse meus frater et sóror et máter est, dicit Dóminus.

Todo aquele que faz a vontade de meu Pai , que está nos céus ,
Este é meu irmão , minha irmã e minha mãe , diz o Senhor.
( Matth. 12 , 50 ).

Ave , Maria , grátia plena ; Dóminus tecum : benedícta tu in
Muliéribus .

Ave , Maria , cheia de graça , o Senhor é contigo , bendita és tu
Entre as mulheres . ( Luc. 1 , 28 ).( M.Q. , pg. 1023 ).

Gloriosa dicta sunt de te, María : quia fecit tibi magna qui potens est.
Coisas Gloriosas se tem dito de vós , ó Maria. Porque grandes coisas vos fez o Todo Poderoso.(Missal Quotidiano , pg. 1024 ).

Fratres: quiparces´minat, parce et meter: et qui séminat in benedictiónibus, de benedictiónibus et metet.
Irmãos : aquêle que semeia pouco, também pouco há de colher; e o que semeia com abundância, ceifará igualmente com abundância.

Estóte ergo vos perfécti , sicut et Pater vester caeléstis perféctus est.
Sede , pois , perfeitos , como vosso Pai celestial é perfeito.( M.Q. , pg. 939 ).

In omnem terram exívit sonus eórum : et in fines orbis terrae verba eórum.
Sua voz repercutiu por toda a terra e suas palavras até os extremos do orbe. (Ps. 18 , 5 ).(M.Q.,pg.960).

 

Qui vult veníre post me , ábneget semetípsum , et tollat crucem suam , et
sequátur me .

O que quer vir após mim , renuncie a si próprio , tome a sua cruz e
siga-me . (Matth. 16 , 24). (M.Q. , pg. 984 ).

Levita Lauréntius bonum opus operatus est : qui per signum crucis caecos
Iluminávit.

O levita Lourenço praticou uma boa obra ; deu vista aos cegos pelo sinal
da Cruz . ( Ps 16 , 3 ).( M.Q. , pg. 986 ).

Beátus vir , qui suffert tentatiónem : quóniam , cumprobátus fúerit ,
Accípiet corónam vitae .

Feliz o homem que suporta a tentação , porque quando for provado
receberá a coroa da vida. ( Ps 36 , 30 – 31 ).( M.Q. , pg. 1010 ).

Probásti , Domine cor meum , et visitásti nocte . Igne me examinásti , et
non est inventa in me iníquitas .

Senhor , Vós experimentastes o meu coração e me visitastes , durante a
noite. Vós me provastes pelo fogo , e não achastes iniqüidades em mim.

 

REENCONTRANDO O LATIM (XXI)

Gaudeámus omnes in Dómino , diem festum celebrantes sub honoré beátae
Rosae Vírginis : de cujus solemnitáte gaudent Angeli et colláudant Fílium
Dei . Ps Eructávit cor meum verbum bonum : dico ego ópera meã Regi .

Alegremo-nos todos no Senhor , festejando este dia em honra da Santa
Virgem Rosa ; nesta solenidade se regozijam os Anjos e louvam o Filho de
Deus. Ps Exulta o meu coração em alegre canto : ao Rei dedico as minhas obras.( -Ps. 44 , 2 ).(M.Q. , pg. 961 e 1016 ).


Posuísti , Domine , in cápite ejus corónam de lápide pretióso.
Pusestes , Senhor , em tua cabeça , uma coroa de pedras preciosas .
(Ps 20 , 4). (M.Q. , pg. 1015 ).

REENCONTRANDO O LATIM (XX)

Quasi arcus refúlgens inter nébulas glóriae : et quase flos rosárium in diébus
vernis .

Ela é como o arco-íris que reluz entre as nuvens transparentes ; como a flor
da roseira nos dias de primavera . ( Eccli. 50 , 8 ).( M.Q. , pg. 1017).

REENCONTRANDO O LATIM (XIX)

Os justi meditábitur sapiéntiam , et lingua ejus loquétur judícium . Lex
Dei ejus in corde ipsíus : et non supplantabuntur gressus ejus.
A bôca do justo fala a sabedoria e a sua língua profere a equidade . A lei de
seu Deus está em seu coração , e os seus passos não vacilarão .(M.Q. , pg. 946 ).

REENCONTRANDO O LATIM (XVIII)

Inimicítias ponam inter te et mulíerem , et sêmen tuum et sêmen illíus .
Porei inimizades entre ti e a mulher , e entre a tua posteridade e a posteridade dela . ( Gen. 3 , 15 ).( M.Q. , pg. 995 ).

REENCONTRANDO O LATIM (XVII)

Beata víscera Maríae Vírginis , quae portavérunt aetérni Patris Fílium .
Bem-aventurada as entranhas da Virgem Maria que trouxeram o Filho do
Pai Eterno . ( M.Q. , pg. 990 ).

REENCONTRANDO O LATIM (XVI)


Diffúsa est gratia in lábiis tuis: proptérea benedíxit te Deus in aetérnum, et in saeculum saeculi.. A graça expande-se em vosso lábios; por isso Deus vos abençoou para sempre e por todos os séculos.( Os. 44 , 3 ). (M.Q., pg. 952 e 962).

 

Dómine, quinque talénta tradidísti mihi, ecce, ália quinque superlucrátus sum. Euge, serve bone et fidélis, quia in pauca fuísti fidélis, supra multa te constítuam, intra in gáudium Dómini tui. Senhor, Vós me entregastes cinco talentos; eis outros cinco mais que lucrei. (Disse-lhe o senhor): Muito bem servo bom e fiel, já que fôste fiel no pouco, sôbre muito te porei; entra na alegria de teu Senhor.
( Matth. 25 , 20 et 21 ).( M.Q. , pg. 958 ).

REENCONTRANDO O LATIM (XV)

Sínite párvulos veníre ad me , et ne prohibuéritis eos : tálium est enim
Regnum Dei .

Deixai vir a mim os pequeninos e não os afasteis ; porque destes é o Reino
dos céus . ( M.Q. , pg. 1010 ).

REENCONTRANDO O LATIM (XIV)

Dixit Jesus matri suae : Múlier , ecce fílius tuus : deínde dixit discípulo :
Ecce máter tua . Et ex illa hora accépit eam discípulus in sua .

Disse Jesus à sua Mãe : Mulher , eis aí o teu Filho . Depois disse ao
discípulo : Eis a tua mãe . E desde aquela hora o discípulo a levou para
sua casa.
( M.Q. , PG. 1003 ).

REENCONTRANDO O LATIM (XIII)


Venítre , fílii , audíte me : timórem Dómini docébo vos . Ps Benedícam
Dóminum in omni témpore : semper laus ejus in ore meo.
Vinde , filhos , ouvi-me : eu vos ensinarei a temer o Senhor . Bendirei
o Senhor em todo o tempo ; seu louvor estará sempre em minha boca.( M.Q. , pg. 1009 ).

REENCONTRANDO O LATIM (XII)

Tu es Petrus, et super hanc petram ædificábo Ecclésiam meam. Et portæ ínferi non prævalébunt advérsus eam: et tibi dabo claves regni cælórum. Quodcúmque ligáveris super terram, erit ligátum et in cælis. Et quodcúmque sólveris super terram, erit solútum et in cælis.

Fonte: Missal Quotidiano (de D. Beda Keckeisen, Décima Edição, 1951)

Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja. E as portas do inferno não prevalecerão contra ela; e dar-te-ei as chaves do Reino dos céus. Tudo o que ligares sobre a terra, será ligado também nos céus. E tudo o que desligares sobre a terra, será desligado também nos céus.( M.Q. , pg. 915 ).?

REENCONTRANDO O LATIM (XI)

Justus ut palma florébit: sicut cedrus Líbani multiplicábitur in domo Dómini. Ad annuntiánndum mane misericórdiam tuam, et veritátem tuam per noctem. Allelúia, allelúia. Beátus vir, qui suffert tentatiónem: quóniam, cum probátus fúerit, accípiet corónam vitæ. Allelúia.

Justus ut palma florébit: sicut cedrus Líbani multiplibicábitur in domo Dómini. Ad annuntiándum mane misericórdiam tuam et veritátem tuam per noctem. Allelúia, allelúia. Justus germinábit sicut lílium: et florébit in ætérnum ante Dóminum. Allelúia.

Fonte: Missal Quotidiano (de D. Beda Keckeisen, Décima Edição, 1951)

O Justo floresce como a palmeira, na plenitude da força, como o cedro do Líbano na casa do Senhor. Para anunciar pela manhã a vossa misericórdia e a vossa fidelidade durante a noite. Aleluia, aleluia. Bem-aventurado o homem que resiste à tentação, porque depois que tiver sido provado receberá a coroa da vida. Aleluia.(M.Q., pg. 1010 e 1013).

O Justo florescerá como a palmeira na plenitude da força; como o cedro do Líbano na casa do Senhor. Para anunciar a vossa misericórdia desde a manhã, e até a noite, a vossa fidelidade. Aleluia, aleluia. O Justo germina como o lírio e floresce para sempre na presença do Senhor. Aleluia.(Ps. 91 , 13 et 14).(M.Q., pg. 1013).

REENCONTRANDO O LATIM (X)

Beátus vir , qui temet Dóminum : in mandátis ejus cupit nimis .
Feliz o homem que teme ao Senhor e se alegra em cumprir os seus
mandamentos .( M.Q. , pg. 996 ).

REENCONTRANDO O LATIM (IX)

Orações depois das Missas (rezadas anteriormente ao Concílio Vaticano II)

S. Ave Maria (ter).
Ave, María, grátia plena; Dóminus tecum: benedícta tu in muliéribus, et benedíctus fructus ventris tui Jesus.
Sancta María, Mater Dei, ora pro nobis pecatóribus, nunc et in hora mortis nostræ. Amen.
Salve, Regína, Mater misericórdiæ, vita, dulcédo et spes nostra, salve! Ad te clamámus, éxsules fílii Hevæ, ad te suspirámus, geméntes et flentes in hac lacrimárum valle. Eia ergo, advocáta nostra illos tuos misercórdes óculos ad nos convérte: et Jesum benedíctum fructum ventris tui, nobis post hoc exsílium osténde. O clemens, o pia, o dulcis Virgo Maria!
S. Ora pro nobis, sancta Dei Génitrix.
M. Ut digni efficiámur promissiónibus Christi.
Orémus. Deus, refúgium nostrum et virtus, pópulum ad te clamántem propítius réspice: et immaculáta Vírgine Dei Genitríce Maria, cum beáto Joseph, ejus Sponso, ac beátis Apóstolis tuis Pedro et Paulo, et ómnibus Sanctis, quas pro conversióne peccatórum, pro libertáte et exaltatióne
sanctæ Matris Eeclésiæ, preces effúndimus, miséricors et benígnus, exáudi.
Per eúndem Christum Dóminum nostrum.
M. Amen.
Sancte Michael Archángele, defénde nos in prœlio, contra nequítiam et insídias diáboli esto præsídum.Imperet illi Deus, súplices deprecámur: tuque, Prínceps milítiæ cæléstis, Satanam aliósque spíritus malígnos, Qui ad perditiónem animárum pervagántur in mundo, divína virtúte in inférnum detrúte.
M. Amen.
S. Cor Jesu sacratíssimum (ter).
M. Miserére nobis.

Fonte: Breviarum Romanum

S. Ave Maria... (três vezes).
Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres; bendito é o fruto de vosso ventre Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora e na hora de nossa morte.
Amém.
Salve, Rainha, Mãe de misericórdia, Vida, doçura e esperança nossa, salve! A vós bradamos os degredados filhos de Eva; a vós suspiramos, gemendo e chorando neste vale de lágrimas. Eia, pois, advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei e depois deste desterro, mostrai-nos a Jesus, bendito fruto de vosso ventre, ó clemente, ó piedosa, ó doce sempre Virgem Maria!
S. Rogai por nós, Santa Mãe de Deus.
M. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.
Oremos. Deus, refúgio e fortaleza nossa, atendei propício aos clamores de vosso povo, e, pela intercessão da gloriosa e imaculada Virgem Maria, Mãe de Deus, e do bem-aventurado São José, esposo de Maria, de vossos bem-aventurados Apóstolos Pedro e Paulo, e de todos os Santos, ouvi benigno e misericordioso as súplicas que do fundo da alma Vos dirigimos, pela conversão dos pecadores, pela liberdade e exaltação da santa Madre Igreja. Pelo mesmo Cristo, N.S.
M. Amém. São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate, sede nossos refúgio contra a maldade e as ciladas do demônio. Ordene-lhe Deus, instantemente o pedimos; e vós, príncipe da milícia celeste, pela virtude divina, precipitai no inferno a Satanás e a todos os espíritos malígnos, que andam pelo mundo para perder as almas.
M. Amém.
S. Sacratíssimo Coração de Jesus, (três vezes).
M. Tende piedade de nós.

REENCONTRANDO O LATIM (VIII)

Incole Gallie arma habent.
(Os habitantes da Galia tem armas).

Magistri laudant studium et industriam discipulorum.
(Os mestres louvam o zelo e a atividade dos alunos).

Fabri habent instrumentorum copiam.
(Os operários têm quantidade de instrumentos).

Fiducia saepe est causa periculi.
(A confiança é muitas vezes a causa do perigo).

Dona avi erant praemia puerorum.
(Os dons do avô eram os prêmios dos meninos).

Vinum animum viri delectat.
(O vinho alegra o coração do homem).

Ova gallinarum et columbarum gaudium sunt pueris et puellis.
(Os ovos das galinhas e dos pombos são a alegria para os meninos e as moças).

Christiani, auro et argento templa Dei ornatis, nam Deum amatis.
(Cristãos, ornais de ouro e de prata os templos de Deus, porque amais a Deus.

Hordeum cibus est equroum et asinorum.
(A cevada é o alimento dos cavalos e dos asnos.

Digna praemia, digni praemii.
(Dignos prêmios, de um digno prêmio).

Falsus nuntius, falso nuntio.
(Uma falsa mensagem , por uma falsa mensagem ).

Novi libri, novi libri, novos libros.
(Novos livros, de um novo livro, novos livros).

Antiqua fabula, antiqua fabula, antiquis fabulis.
(Uma fábula antiga, por uma fábula antiga, às fábulas antigas).

Malum cibum, malo cibo, malis cibis, malorum ciborum.
(Um mau alimento, por um mau alimento, a maus alimentos, dos maus alimentos).

Pie puer, pius puer, pio puero, pios pueros.
(O menino piedoso, um menino piedoso, a um menino piedoso, meninos piedosos).

Danum gratum, grata dona, gratis donis.
(Um Dom agradável, dons agradáveis, por dons agradáveis).
Nova et antiqua beneficia.
(Beneficia novos e antigos).

Bonos et malos medicos.
(Os bons e maus médicos).

Veri et falsi nuntii, verorum et falsorum nuntiorum.
(Verdadeiras e falsas mensagens, das verdadeiras e das falsas mensagens).

REENCONTRANDO O LATIM (VII)

Tunc dixit rex minístris: Ligátis mánibus et pédibus ejus, mítite eum in ténebras exterióres: ibi erit fletus et strídor déntium. Multi enim sunt vocáti, pauci vero elécti.
( Então disse o rei aos servidores: Amarrai-o de mãos e pés, e lançai-o nas trevas exteriores. Ali haverá choro e ranger de dentes. Porque muitos são os chamados, mas poucos são os eleitos).

Si potes crédere, ómnia possíbilia sunt credénti.
(Se podeis crer, tudo é possível a quem crê).

Magíster , quod est mandátum magnum in lege? Ait illi Jesus: Díliges Dóminum Deum tuum, ex toto corde tuo et in tota ánima tua et in tota mente tua. Hoc est máximum et primum mandátum.
(Mestre, qual é o grande mandamento da lei? Disse-lhe Jesus: Amarás ao Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento. Este é o máximo e o primeiro mandamento).

Deus est dominus caeli et terrae.
(Deus é o senhor do céu e da terra).

Silvae et campi sunt domicilia cervorum.
(As florestas e as planícies são a moradia dos cervos).

Beneficium et gratia sunt vincula concordiae et amicitiae.
(Um benefício e uma graça são vínculos de concordia e de amizade).

In terra est aurum, argentum, ferrum, plumbum.
(Na terra há ouro, prata, ferro, chumbo).

Vitia sunt morbi animi.
(Os vícios são as doenças da alma).

Gladii, scuta, haste erant arma Romanorum.
(As armas dos Romanos eram gládios, escudos e lanças).

Aurum et argentum ornamentum sunt templorum Dei
(O ouro e a prata são o ornamento dos templos de Deus).

Superbia puerorum signum est stultitiae.
(O orgulho dos meninos é um sinal de tolice).

Viri sunt praeisidum patriae.
(Os guerreiros são a defesa da pátria).

Valla et muri oppida servant.
(Entrincheiramentos e muros salvam a cidade).


Corinthus et Thebae sunt oppida Graeciae.
(Corintho e Thebas são cidades da Grécia).

Piratae oppida insulae incendio delent et agros incolarum vastant.
(Os piratas destróem pelo incêndio as cidades da ilha e devastam os campos dos lavradores).

REENCONTRANDO O LATIM (VI)

1- Pétite et dábitur vobis,quaerite et inveniétis: pulsáte et aperiétur vobis. Omnis enim, qui petit, ácipit: et qui quaerit ínvenit: et pulsánti aperiétur. ( Pedi e vos será dado; buscai e achareis; batei e abrir-se-vos-á. Porque todo aquele que pede, recebe; e o que busca encontrará: e ao que bate se lhe abrirá)”(Lc. 5,13).

2- Pétite, et accipiétis, ut gáudium vestri sit plenum.( Pedi e recebereis, para que a vossa alegria seja completa). (Jo, 23/30).

3- Deus est. Deus est sanctus. (Deus existe. Deus é santo).

4- Pater bonus (o bom pai). Mater bona (a boa mãe).

5- Natus obscuro pater et mater (nascido de pai e mãe obscuros).

6- Omnes terra et maria ou terrae et mariae omnia ou omnes terrae mariaque omnia. (todas as terras e todos os mares).

7- Pietas fundamentum est omnium virtutum. (a piedade é fundamento de todas as virtudes).

8- Ira et avaritia sunt periculosae. (A ira e a avareza são perigosas). Pater mihi et mater mortui sunt.(meu pai e minha mãe morreram).

9- Turpitudo pejus est quam dolor. ( A desonra é coisa pior que a dor).

10- Deus est dominus celi et terrae. (Deus é o senhor do céu e da terra).

11- Vitia sunt morbi animae. (Os vícios são as doenças da alma).

12- Pétite, et accipiétis, ut gaudium vestrum sit plenum. (Pedi e recebereis para que vossa alegria seja completa). Jo.16, 23/30.

13- Mater semper certa est; pater incertus. (A mãe sempre é certa, o pai incerto).

REENCONTRANDO O LATIM (V)

"hoc studia adolescentiam alunt, senectutem oblectant, secundas res ornant, adversis perfugium ac solatium proebent; delectant domi, non impediunt foris, pernoctam nobiscum, peregrinantur, rusticantur." (Cícero, Pro Archia) ( esses estudos alimentam a adolescência, alegram a velhice, adornam as coisas prósperas, ministram às coisas contrárias refúgio e consolo; recreiam em casa, não incomodam fora, pernoitam, viajam, vão ao campo conosco"). (Refere-se à importância da literatura).


"pleni omnes sunt libri, plenoe sapientium voces, plena exemplorum vetustas; quae jacerent in tenebris omnes, nisi litterarum lumen accederet."
(Todos os livros estão cheios, as palavras dos sábios estão cheias, a antiguidade está cheia de exemplos; os quais todos ficariam sepultados nas trevas, se a luz das letras a eles não se unisse.) (Idem , ibidem).

Pulchra discuntur que visa placente. (Definição de belo de Sto. Tomás de Aquino : "é aquilo em cuja percepção deleita-se o espírito". Citação em artigo de Dom Aquino Correia.

Qui scribit bis legit (quem escreve lê duas vezes).

Ludi graecorum romanos non delectabant (Os jogos dos gregos não encantavam os romanos).

Graecorum et romanorum discipulis sumus ( Somos discípulos dos gregos e dos romanos).

Agnus aquam rivi bibebat; lupus agnum voravit (Um cordeiro bebia a água de um riacho; um lobo devorou o cordeiro).

Caper est in horto, apri sunt in silvis, magistri sunt in schola, libri est in mensa (O cabrito está no jardim, os javalis estão nas florestas, os professores estão na escola, o livro está sobre a mesa).

Res, non verba (fatos, não palavras).

Nosce te ipsum (conhece-te a ti mesmo).

Amicus certus in re incerta cernitur ( O amigo certo se conhece na hora incerta).

REECONCONTRANDO O LATIM (IV)


Amicitia ornat vitam.
( A amizade embeleza a vida).

Minerva est dea sapientiae.
(Minerva é a deusa da sabedoria).

Musca praeda est araneae.
(A mosca é a presa da aranha).

Diana, dea silvarum, filia Latonae fuit.
(Diana, deusa das florestas, era filha de Latona).

Concordia laetitiam, discordia tristitiam parit.
(A concórdia gera a alegria, a discórdia gera a tristeza).

Luna fugat umbram et illustrat terram.
(A lua afugenta a escuridão e alumia a terra).

Nihil est in intellectu quod prius non fuerit in sensu.
(Nada há no intelecto que não tenha estado antes no sentido. Princípio da filosofia tomista. Pg.103 do Curso de Filosofia de Batista Mondin, vol.2).

Accéndat in nobis Dominus ignem sui amoris, et flammam aeternae caritátis. Amen.
( O Senhor acenda em nós o fogo de seu amor e a chama da eterna caridade. Amém.).

Ecce lignum Crucis, in quo salus mundi pepéndit.
(Eis o lenho da cruz, do qual pendeu a salvação do mundo).

Libertas omnibus rebus favorabilior est .
(Gaius – A liberdade é mais estimável que todas as coisas).

In poenalibus causis benignius interpretandum est.
(Nas causas penais, a interpretção deve ser mais benigna).

 

REENCONTRANDO O LATIM (III)


Ne supra crepidam sutor judicaret
( Não julgue os passos pelo andar –ruído- do calçado ).

Ne procedat judex ex-officio
( Não proceda o Juiz ex-ofício – sem ser solicitado ).

Narra mihi facto, dabo tibi jus
( Narra a mim o fato, darei a ti o direito).

Jura novit curia
(O juiz –o Tribunal-, renova o direito).

Quod non est in actis, non est in mundo
( O que não está nos autos, não está no mundo).

Ultra petita
(Além do pedido).

Extra petita
(Fora do pedido).

Ubi partes sunt concordem nihil ab judicium
(Onde as partes concordem não há necessidade de julgamento).

Fumus boni juris
( Fumaça do bom direito).

Judicium est actus trium personarum: judicius, actoris et rei
( O processo – a demanda- é ato de três pessoas: juiz, autor e coisa).

Regnum meum non est de hoc mundo. Si ex hoc mundo esset regnum meum, ministri mei útique decertárent ut non tráderer Judaeis: nunc autem regnum meum non est hinc.
( Meu Reino não é deste mundo. Se meu Reino fosse deste mundo, meus ministros pelejariam para que eu não fosse entregue aos judeus; agora, porém, não é daqui o meu Reino).

REENCONTRANDO O LATIM (II)

"Hic est Rex Judaeórum. Unus autem de his, qui péndebant, latrónibus, blasphemábat eum, dicens: si tu es Christus, salvum fac temetípsum, et nos. Respóndens autem alter increpábat eum, dicens: neque tu times Deum, quod in eádem damnatióne es. Et nos quidem juste ,nam digna factis recípimus : hic vero nihil mali gessit. Et dicébat ad Jesum: Dómine, meménto mei, cum véneris in regnum tuum. Et dixit illi Jesus: Amem dico tibi: hódie mecum eris in paradiso" .
( Este é o Rei dos Judeus. Ora, um dos ladrões que estavam crucificados, blafesmava contra Ele, dizendo: se Tu és o Cristo, salva-Te a Ti mesmo e a nós. O outro, porém, respondendo, censurava-o, dizendo: também tu não temes a Deus, estando condenado ao mesmo suplício? Ainda por nós é justo, porque recebemos o castigo de nossas culpas. Ele, porém, não cometeu crime algum. E disse a Jesus: Senhor, lembrai-Vos de mim quando chegardes a vosso Reino. E Jesus lhe disse: hoje estarás comigo no Paraíso).

Nullum crimen, nulla poena sine lege.
(Nenhum crime, nenhuma pena sem lei). Princípio da legalidade penal : não há crime sem lei anterior que o defina.

Nupciae sunt conjunctio maritus et feminae et consortium omnis vitae, divini et humani juris comunicatio.
(O casamento é a união do homem e da mulher e associação por toda a vida para comunicação do direito divino e humano) Modestino.

Facilius est camelum per foramen acus transire quam dívitem intrare in regnun Dei.
(É mais fácil passar um camelo pelo fundo da agulha, do que entrar um rico no reino de Deus)- Mc.10,25.

Ubi societas, ibi jus. (Onde há sociedade, há o direito).

BEM - "Bonum est quod omnia appetunt"
(Bem é o que a todos apetecem). Conceito clássico de Aristóteles. (Citado p/ João Ameal, pg.210 S. Tomas de Aquino)

BONUM EST FACIENDUM ET PROSEQUENDUM ET MALUM VITANDUM
(Fazendo o bem e o perseguindo e evitando o mal). (J.P.Galvão de Sousa pg 85, O positivismo jurídico).

REENCONTRANDO O LATIM (I)

(Frases, orações, brocardos, etc.)

Sicut transit gloria mundi.
(Assim passa a glória do mundo).


Verba volant; scripti manent.
(As palavras voam, os escritos permanecem).


Amem dico vobis, quia nemo prophéta accéptus est in pátria sua.
( Em verdade eu vos digo que nenhum profeta é bem recebido em sua pátria) (Lucas, 4,23-30).


Spirítus quidem promptus est, caro autem infirma.
(O espírito está pronto, a carne, porém, é fraca).


Páuperes enim semper habetis vobiscum.
(Pobres sempre os terei entre vós).


Vigiláte et oráte, ut non entrétis in tentationem.
( Vigiai e orai para que não entreis em tentação) Mc., 15,1-46.


Quosque tandem Catilina, abutere patientia nostra?
(Até quando Catilina, abusarás de nossa paciência?).


Natura non facit saltus.
(A natureza não anda aos saltos).


Pater noster qui est in coelis, sancticétur nomem túum. Fiat volúntas tua, sicut in coelo et in terra. Panem nostrum quotidiánum da nobis, hódie. Et dimmitte nobis débita nostra sicut et nos dimittimus debitóribus nostris. Et ne nos indúcas in tentatiónem. Sed líbera nos a malo. Amen.

 

 

 

 

 

By DTi